Com aumento nas despesas, Santa Casa pede doações

Principal destino dos rio-pretenses diagnosticados com Covid-19, a Santa Casa teve diversos aumentos de gastos durante a pandemia. Devido ao crescimento das despesas, o hospital está precisando de doações de alimentos não perecíveis, máscaras N95, aventais impermeáveis, álcool gel e máscaras cirúrgicas.

“Tivemos aumento de até 300% no consumo de alguns itens e acima de 100% em outros itens menores. Quanto a custo, pagávamos R$ 0,20 centavos em uma máscara antes da pandemia e hoje pagamos R$ 0,95 centavos. E o mesmo ocorre assim por diante com outros equipamentos. Os medicamentos tiveram aumentos abusivos também principalmente os anestésicos e relaxantes musculares. Todos acima de 100%”, afirmou Valdir Furlan, administrador do hospital.

Dhoje Interior

De acordo com a Santa Casa, o consumo de máscaras N95 está em torno de aproximadamente 100 unidades por dia e as máscaras cirúrgicas em torno de mil. O consumo diário dos aventais também é alto, com cerca de 200 sendo utilizados por dia pelos profissionais de saúde.

Os interessados em doar máscaras ou álcool gel podem entrar em conta com a instituição pelo número (17) 2139-9200. Doações em dinheiro para compra de insumos podem ser realizadas através de transferências bancárias. A conta para depósitos é: Banco Santander, agência 0434, conta corrente 13006220-1, CNPJ 59.981.712/0001-81, Irmandade da Santa Casa de Misericórdia São José do Rio Preto.

Segundo o boletim divulgado pelo hospital nesta segunda-feira (13), a Santa Casa conta com 30 pacientes internados com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), sendo 21 na enfermaria e 9 em UTIs. Destes, 22 estão aguardando resultado do teste para coronavírus. Dentre os casos positivos, são 40 internações, sendo 23 em UTIs e 17 em enfermaria.  A taxa de ocupação nas enfermarias é de 84,4% e de 88,8% em UTIs.

Por Vinicius LIMA – redação Jornal DHoje Interior