Com a bênção de Jesus, Brasil faz três no Equador e vence na estreia de Tite

Gabriel Jesus abre os braços para comemorar o segundo dele e o terceiro da Seleção sobre o Equador

Na estreia de Tite no comando da Seleção, quem roubou a cena foi o atacante do Palmeiras, Gabriel Jesus. Com dois gols e participação direta no primeiro gol de Neymar, o camisa 9 brasileiro ajudou o Brasil a vencer, convencer e bater o Equador por 3 a 0, na noite desta quinta-feira (1º), no estádio Estádio Olímpico Atahualpa, em Quito, pela sétima rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018.

O resultado valeu a primeira vitória brasileira fora de casa nas Eliminatórias e também fez a equipe chegar aos 12 pontos, atingindo a zona de classificação para o Mundial da Rússia, além de quebrar um tabu de 33 anos, que o Brasil não derrotava o Equador, em Quito.

Na próxima terça-feira, dia 6, na Arena da Amazônia, a Seleção volta a campo para enfrentar a Colômbia. Para o duelo, 33 mil ingressos já foram vendidos.

O JOGO

Depois de um primeiro tempo equilibrado, em que arriscou bons chutes, mas sem muito perigo para o goleiro Domínguez, o Brasil iniciou a segunda etapa da mesma forma, com Neymar, logo com um minuto, chutando de longe.

Aos 14 minutos, Tite fez sua primeira substituição ao trocar Willian por Phillippe Coutinho, e a equipe que já estava bem, melhorou ainda mais.

Dominando o segundo tempo, a Seleção teve três boas chances em sequência com Renato Augusto e Marcelo, que chutaram para fora, e Daniel Alves, em um cruzamento perigoso que a zaga equatoriana afastou.

O gol era questão de tempo e saiu aos 25 minutos. Gabriel Jesus levou vantagem na corrida sobre o zagueiro Mina, driblou o goleiro Domínguez, foi derrubado na área e o árbitro marcou pênalti para o Brasil. Um minuto depois, Neymar bateu no canto direito baixo do goleiro equatoriano e abriu o placar para a Seleção Brasileira.

Aos 30 minutos, em uma entrada duríssima do lateral direito Paredes, em Renato Augusto, o equatoriano recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Mesmo com um a menos, dois minutos mais tarde, o Equador criou a melhor chance no segundo tempo. O meia gremista Bolaños arriscou de fora e exigiu grande defesa de Alisson.

Porém, com o campo todo aberto, o Brasil que era melhor teve ainda mais espaço e aos 42 minutos, saiu o segundo gol e foi uma pintura. Neymar tocou para Marcelo, que dentro da área cruzou para Gabriel Jesus tocar de calcanhar para vencer o goleiro equatoriano e marcar o seu primeiro gol com a camisa da Seleção Principal.

O garoto palmeirense queria mais, e aos 46 minutos, depois de receber passe de Neymar, Gabriel Jesus ajeitou na entrada da área e colocou no ângulo de Domínguez, para fazer mais um golaço, o terceiro brasileiro, e definir a primeira vitória de Tite na Seleção.

Por Marcelo SCHAFFAUSER

 

SEM COMENTÁRIOS