Coluna do Beck: retrosBECKtiva 2018

DEU RUIM: Print do app “Talckmin”: ferramenta desenvolvida para turbinar o eleitorado jovem de Geraldo Alckmin não vingou e o político não se elegeu em 2018

Seguimos com a nossa ‘retrosBECKtiva 2018’ – aquele processo giratório de recapitular os assuntos mais comentados durante 2018 e que você, talvez, deixou de ler porque estava arrumando treta no Facebook ou discutindo no grupo da família no WhatsApp. Abaixo, notas pré-datadas que deram o que falar…

#ZoeiraNeverEnds (coluna publicada em 3 de junho de 2018)

Olar, brazeeel! Sabe aquela história de que a zoeira nunca tem fim? Então, ela é totalmente verdadeira. E quem muito colabora para que esse fim fique cada vez menos provável são, em sua maioria, nossos adoráveis políticos. Pode reparar.

Os caras não cansam de ser zoados. Pode reparar novamente. Quando não ganham o noticiário por conta de situações envolvendo corrupção, viram manchete por conta de suas invenções.

‘Chuchuber’

Nessa toada, o troféu “Meme da Semana” vai para Geraldo Alckmin. Motivo? De olho no eleitorado jovem, a equipe do presidenciável criou o aplicativo “Talckmin”, um software que disponibiliza informações, agendas e coloca os eleitores em contato com o tucano.

A novidade, claro, já é um dos assuntos mais comentados nas redes sociais, onde o app ganhou o carinhoso apelido de “Chuchuber”, numa clara referência a “chuchu”, codinome frutífero e também carinhoso que os internautas concederam a Alckmin ainda em 2015. Desde então, é só hortaliça no bandejão do brasileiro…

Plus

Semelhantemente ao Snapchat, o ‘Talckmin’ oferece aos usuários a possibilidade de ganhar “medalhas” – ou recompensas pela dedicação aos que se envolverem na pré-campanha virtual.

Até a publicação desta coluna, na tarde de terça (5), cerca de duas mil pessoas já tinham baixado o app. Aguardamos, agora, o Lulagram. Ou seria Lulabook? Melhor não, né?

Legenda: DEU RUIM: Print do app “Talckmin”: ferramenta desenvolvida para turbinar o eleitorado jovem de Geraldo Alckmin não vingou e o político não se elegeu em 2018.

Por: Beck 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS