Classificação: Rio Preto é a 11ª melhor cidade do Brasil para fazer novos negócios

Foto Claúdio Lahos

Rio Preto subiu nove posições no ranking que mede as melhores cidades para fazer negócios no Brasil. Em 2018, a cidade ocupa o 11º lugar, contra a 20º no ano passado. O estudo foi realizado pela empresa Urban Systems, por premissa da pesquisa, foram considerados no ranking geral os municípios com mais de 100 mil habitantes, ao todo 310 cidades foram analisadas.

A pesquisa avaliou critérios de desenvolvimento, econômico, capital humano, desenvolvimento social, infraestrutura. Além de focar em regiões do país com maior oportunidade de crescimento, avaliar as cidades mais atrativas para o desenvolvimento de negócios, considerando condições e infraestrutura disponíveis.

Para classificar o ranking das melhores cidades para fazer negócios o cálculo é feito por meio da metodologia de análise estatística chamada Índice de Qualidade Mercadológica (IQM).

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico e Negócios de Turismo de Rio Preto, Jorge Luis de Souza, a posição do munícipio revela o grande potencial econômico para quem busca empreender. “Está muito claro que o investidor escolhe Rio Preto por vários fatores, um deles é a questão da prefeitura ter um equilíbrio fiscal. Uma economia que é positiva em relação a outras regiões do Brasil”, explicou.

De acordo com o secretário, a infraestrutura e rodovias que passam pela região são fatores importantes e que influenciam também na escolha. “Temos uma excelente infraestrutura, duas rodovias que cortam a cidade a BR-153 e Washington Luís. Nosso aeroporto é o 2º maior com número de passageiros do Estado, 16% das pessoas que vão a Olímpia passam no aeroporto de Rio Preto, temos ferrovia. Então na questão logística estamos bem, e ficará melhor no ano que vem, com mais melhorias, novos acessos e duplicações”, contou Souza.

Por ser Polo Regional, o empreendedor que escolhe Rio Preto para investir abrange um potencial humano de aproximadamente 1,5 milhão de pessoas. “Todas essas características dá tranquilidade para os empresários”, finalizou o secretário.

 

Por: Mariane Dias

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS