Civil investiga se posto do Jardim Marajó vendeu combustível adulterado

Uma guarnição da Polícia Militar de Rio Preto foi acionada, na tarde desta segunda-feira, para ir em um posto do Jardim Marajó, na Região Norte da cidade, onde havia uma discussão entre frentistas e clientes.

Ao chegarem no local, os pms encontraram três consumidores que alegaram que os veículos tiveram problemas mecânicos após abastecerem no estabelecimento comercial.

No Plantão, o delegado João Otávio Spaca de Souza requisitou perícia técnica para verificar se o combustível foi adulterado.

Caso foi registrado como crime contra a ordem econômica e segue sendo investigado pelo 4º DP.

Daniele JAMMAL

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS