Civil concluí inquérito e assassino de Kelly está nas mãos do MP

DECISÃO - Assassino confesso de Kelly, Jonathan Pereira (á esq.) receberá condenação do MP

Jonathan Pereira Prado, 33 anos, está agora na mira do Ministério Público para saber quanto tempo pegará de pena pela morte da jovem Kelly Cristina Cadamuro, 22 anos.
Na tarde de ontem, a Polícia Civil de Frutal finalizou o inquérito referente ao caso de Kelly, morta no último dia 1º de novembro, e conseguiu comprovar que Jonathan Pereira é autor dos crimes de latrocínio, estupro e ocultação de cadáver.

“Concluímos o processo em 10 dias, como era determinado para nós. Conseguimos comprovar os crimes de Jonathan, com base no depoimento dele e da reconstituição do crime. Sobre o outro suspeito, Daniel Teodoro também foi comprovada a receptação”, afirmou o delegado responsável pelas investigações, Bruno Giovanini.

O Ministério Público tem agora o prazo de cinco dias para dar a condenação aos criminosos.

QUEBRA DE SIGILO
Na tarde de ontem, segundo o advogado da família da Kelly Cadamuro, Jorge Argemiro, também foi pedida a quebra de sigilo telefônico da jovem. “O esclarecimento que a família busca é a respeito dos dois chips. Sendo assim, foi solicitado para o delegado que pedisse a quebra do sigilo telefônico. Tendo em vista que após ela se encontrar morta foram feitas diversas ligações desses dois chips, tanto da Claro quanto da TIM, utilizando prefixo de Minas e de Rio Preto”, disse o advogado, que concluiu o motivo da quebra de sigilo.

“Essa evidência deixa aberta para ser questionada com a conclusão desses relatórios, para ficar melhor apurado no caso, para um pleito condenatório melhor, para não deixar em aberto se foi o Jonathan mesmo que fez esses telefonemas, se foi outra pessoa, se tem alguma mulher envolvida, se tem alguma mulher que falou nesses horários com o Jonathan, para poder melhor elucidar, porque ficou prematura, nessa fase, o encerramento do inquérito policial”, finalizou.

Fonte: Marcelo Schaffauser e Mariane Dias – Redação jornal DHoje Interior 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS