CFCs voltam às atividades em Rio Preto

Aulas práticas e teóricas serão retomadas nesta quarta (1º de julho)_Sérgio SAMPAIO_DHojeinterior

Representantes dos 28 CFCs (Centro de Formação de Condutores) de Rio Preto retomam suas atividades normais das aulas práticas e teóricas a partir desta quarta-feira (1º de julho).

Segundo Márcio Junio Rodrigues, diretor de ensino da CFC Rio Preto, a data foi definida por representantes de todos dos CFCs que acharam melhor todos abrirem no mesmo dia.

Dhoje Interior

Rodrigues lembra as essas aulas práticas são apenas para aqueles alunos que já estavam com o processo em andamento antes do início da quarentena. Novos alunos não poderão se inscrever neste momento, pois o sistema do Detran-SP continua indisponível.

Reciclagem – As inscrições estarão abertas nos CFCs apenas para condutores que tenham que passar pela “reciclagem” a partir do dia 1º.

Aprofundamento – O foco principal da reunião que aconteceu durante toda a manhã foi para que os representantes dos CFCs de Rio Preto aprofundassem no protocolo sanitário definido pelo governo do Estado para que eles pudessem voltar às atividades parcialmente.

Aulas teóricas – Neste primeiro momento, todas as aulas teóricas serão feitas 100% on-line apenas para os alunos que já estavam inscritos para participar do processo e para novos alunos que tem que passar por “reciclagem”.

Prova teórica – A realização das provas será presencial e individual. A aplicação será feita por agendamento pelos CFCs, seguindo os devidos cuidados. O uso de máscara será obrigatório e os Centros de Formação deverão oferecer álcool em gel para higienização das mãos.

Aulas práticas – Para evitar aglomerações, as ações preventivas também farão parte da nova rotina das aulas práticas, nas quais apenas instrutor e aluno poderão estar no veiculo. Ambos terão que utilizar máscara e o veículo terá que ser higienizado após cada aula.

Provas – Os testes, com previsão da retomada a partir da segunda quinzena de julho, serão realizados em ambientes abertos, definidos pelos municípios e com adequação de horários entre um exame e outro. O objetivo é reduzir a quantidade de provas e adotar escalonamento. Alunos e instrutores deverão usar máscara e o veículo passará por higienização após cada exame.

Por Sérgio SAMPAIO – Da Redação Jornal DHoje Interior