CEV da CDHU faz nova reunião e moradores revelam mais problemas

Comissão Especial de Vereadores diz que representantes da CDHU não respondem aos pedidos de reunião (Foto: Ygor Andrade)

Os vereadores Marco Rillo (PT), Márcia Caldas (PPS) e Pedro Roberto (PATRIOTA) fizeram, na noite desta quarta-feira (7), mais uma reunião da CEV da CDHU. A Comissão Especial de Vereadores trata deste assunto relacionados a um série de problemas apresentados nas estruturas dos bairros São José do Rio Preto I e CAIC, ambas construções da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo.

Nesta reunião, o presidente da CEV, Marco Rillo, falou sobre macroproblemas que afetam os dois bairros: esgoto. Segundo informações de Rillo, confirmada pelos moradores representantes dos bairros, tanto CAIC quanto S.J. do Rio Preto estão enfrentando problemas na caixa de gordura e no esgoto que está voltando para as casas.

“O Nicanor (Batista Junior, superintendente do Semae), já me disse que ao lado já está passando o emissário deles e que basta desconectar e conectar no emissário para que seja feita a coleta, mas precisam de autorização”, disse o vereador, mas lamentou que “nunca conseguimos falar com eles, nunca mandam um representante para ver a situação”.

Os moradores também ouviram do presidente da CEV que já foi feito um levantamento com todos os problemas existentes e que esse será apresentado à CDHU, além de um laudo da Defesa Civil.

“Se houver pouco caso dessa história, vamos envolver todos os setores da prefeitura que sejam competentes sobre o assunto e vamos força-los a nos responder. Eles trabalham para nós e nós vamos fazer valer esse direito”, destacou o parlamentar.

A vereadora Márcia Caldas endossou as palavras de Rillo e ressaltou que “vamos fazer o possível para que providências sejam tomadas”.

Pedro Roberto aconselhou aos moradores que exerçam a paciência, mas garantiu que, como vereadores, o papel de provocar e cobrar será feito à exaustão até que tudo esteja resolvido.

Por último, a CEV garantiu que tenta, a todo custo, uma reunião com representantes da CDHU para que esclareçam e apresentem soluções aos moradores, mas ainda não há data prevista para tal.

Por Ygor Andrade

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS