Cerca de 30% dos adultos brasileiros são hipertensos

A avaliação periódica e acompanhamento rigoroso são as medidas mais indicadas para a prevenção da hipertensão

Silenciosa, mas fatal. Assim pode ser destacada a hipertensão, que atualmente atinge cerca de 30% da população adulta brasileira. Também conhecida como pressão alta, a patologia causa estreitamento das artérias e faz com que o coração seja obrigado a bombear sangue cada vez com mais força para circular pelo corpo. Tendo em vista a conscientização da população, no dia 26 de abril é comemorado o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial.

Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde de Rio Preto, o número total de hipertensos cadastrados pelo sistema saltou mais de 12% na cidade – eram 35.654 pessoas em 2016. Já no ano passado foram contabilizados 40.218 usuários hipertensos, cadastrados nas linhas de cuidado do Sistema Empro Saúde.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Hipertensão, no país a pressão alta afeta mais de 50% da população idosa e também está presente em 5% das crianças e adolescentes brasileiros. “Consideramos hipertenso todo indivíduo que tenha pressão acima de 13 por 8 ou 130 por 80 milímetros de mercúrio. A hipertensão é quase uma epidemia pelo mundo. Segundo a Organização Mundial da Saúde mais de 50% das pessoas acima de 50 anos são hipertensas e não sabem, porque a hipertensão é o inimigo invisível e nunca dá sintomas”, disse a cardiologista Valéria Braile.

Sedentarismo, obesidade e estresse são um dos principais fatores de risco entre jovens adultos. E, por ser uma patologia assintomática, muitos descobrem que são hipertensos anos depois, agravando o quadro e dificultando o tratamento. “A hipertensão é altamente prevalente na população mundial. Isso é motivado por vários fatores, como má alimentação, falta de exercício, tabagismo, hábitos da vida moderna e até o próprio envelhecimento vascular”, disse o cardiologista José Carlos Ayoub, do Instituto de Moléstias Cardiovasculares (IMC) de Rio Preto.

Para o cardiologista exames de rotina são os mais indicados aos pacientes. “A avaliação periódica do paciente e seu acompanhamento rigoroso são as medidas mais indicadas para a prevenção ou detecção precoce da hipertensão”, finalizou Ayoub.

 

Rio Preto sedia Congresso Brasileiro de Hipertensão

Rio Preto sedia entre os dias 8 e 11 de agosto o 26º Congresso Brasileiro de Hipertensão Arterial. Realizado no Centro de Convenções da Faculdade de Medicina de Rio Preto (Famerp) como parte das comemorações pelos 50 anos da instituição, o congresso é aberto a todos os graduandos e profissionais da área de saúde.

Além dos mais destacados profissionais da área de hipertensão arterial no Brasil, segundo o cardiologista do IMC e presidente do congresso, José Carlos Ayoub, o evento deste ano terá de novidade quatro convidados internacionais entre os palestrantes.

 

Famerp realiza ação de prevenção e combate à hipertensão

Com o objetivo de alertar a população de Rio Preto e região sobre os riscos da hipertensão e a importância da prevenção, a Liga da Hipertensão da Famerp realiza, das 14h às 22h, no Riopreto Shopping, em parceria com a Unip, a ação “Menos Pressão 2018” nesta quinta-feira, 26.

Acadêmicos dos cursos de Medicina e Enfermagem estarão no local para aferir a pressão, fazer testes de glicemia, medir peso e orientar a população quanto aos fatores de risco da doença.

 

Braile Cardio faz Blitz da Pressão Alta

A Braile Cardio promove a Blitz da Pressão Alta, como um alerta sobre essa doença silenciosa e que mata, nesta quinta-feira (26 de abril), no bairro Redentora.

Formada por médicos cardiologistas, enfermeiros e técnicos de enfermagem da Braile Cardio, a Blitz da Pressão Alta irá se concentrar na esquina da Rua Luiz Vaz de Camões com a Voluntários de São Paulo, próximo à Braile Cardio e a Beneficência Portuguesa, das 8h às 17h. A equipe irá entregar panfletos de orientação e tirar dúvidas sobre a doença.

O mais importante é que a partir de hoje, a Blitz da Pressão Alta será uma ação permanente, com intervenções mensais nas ruas, empresas e escolas. Basta agendar a visita da Blitz da Pressão Alta pelo telefone 4009-3939.

Por Priscila CARVALHO

 

 

 

 

 

 

 

SEM COMENTÁRIOS