Catanduva registra a primeira morte com gripe H1N1

A cidade de Catanduva registrou a primeira morte por gripe H1N1 dos dois últimos anos. Exames teriam comprovado a morte de um homem de 37 anos, morador da cidade, pela doença. Segundo as informações da Secretaria de Saúde do Município até o início deste mês de Abril, a cidade estava com 21 notificações de internações por meio do influenza. Seriam treze moradores de Catanduva e outros oito de moradores da região.

Ainda de acordo com informações da Secretaria de Saúde, o paciente que morreu com H1N1 foi atendido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) com sintomas da doença. “Um dia depois, seu estado de saúde se agravou e ele acabou sendo internado, mas não resistiu. O óbito pode ter sido decorrente por outra doença e ter sido o motivo que agravou o vírus”, informou a Secretária.

Segundo informações foi a terceira morte do ano por influenza da H1N1 na região. A primeira morte foi registrada por um morador de Pindorama. A segunda morte foi de um paciente de Palmares Paulista que foi a óbito com a influenza A/H3 sazonal.

Os dados da Secretária de Saúde até o momento são de que a região soma dez casos positivos de H1N1. Cinco registrados em moradores de Catanduva e outros cinco de pacientes da região. Em fevereiro, foi registrado o primeiro caso positivo da gripe H3N2 do ano. (Colaborou: Chiara Gélio)

 

SEM COMENTÁRIOS