Casal apaixonado por jogos celebra Dia Internacional do Gamer

Foto Kamila Marcela de Oliveira Silva

No dia 29 de agosto é comemorado o Dia Internacional do Gamer. A data não oficial foi escolhida após revistas espanholas especializadas em jogos promoverem uma votação em 2008. O casal de projetistas rio-pretenses Matheus Felipe Pereira, 21 anos, e Kamila Marcela Oliveira Silva, 18 anos, são apaixonados pelo universo dos jogos e possuem uma grande coleção de videogames.

“Temos 16 consoles e 55 controles/acessórios originais até o momento. Não vendi os videogames da minha infância e hoje tento focar na minha coleção nos acessórios. Gosto de sentir como era os avanços tecnológicos daquela época e acompanhar essa evolução até os dias de hoje”, conta Matheus, que se lembra de ter ganhado o primeiro vídeo game (Dynavision) aos 5 anos. “Ganhei da minha vó e jogo nele até hoje”, complementa.

Uma pesquisa realizada pela Zezoo, empresa focada em estudos de mercado, mostra que o Brasil é o 4º país com mais gamers no mundo, com uma comunidade de aproximadamente 35 milhões. “Minha paixão por games é desde criança, aprendi coisas como, por exemplo, nunca desistir dos meus objetivos mesmo que a fase pareça impossível. Hoje, chegar em casa após um dia de trabalho e jogar vídeo game com a minha namorada é uma ótima terapia, o estresse acaba dando lugar a uma ótima sensação de paz e tranquilidade”, comenta Matheus.

A cada ano, o número de mulheres que se interessam por jogos também cresce. “De alguns anos pra cá percebo que muitas garotas estão criando conteúdo gamer, tanto no Facebook quanto no YouTube, e isso é muito bom para que as meninas possam ver que jogar não é só coisa de garotos, além de reduzir as cantadas desnecessárias”, conta Kamila. Para ela, o desrespeito por parte dos homens acaba afastando as mulheres do mundo dos jogos.

Mas não é só o número de jogadores que vem aumentando. O lançamento do jogo “GTA V” em 2013 quebrou recordes ao se tornar o maior lucro gerado por um produto de entretenimento em 24 horas. O sucesso da Rockstar também arrecadou US$ 1 bilhão em menos de três dias e segue vendendo até hoje, tendo ultrapassado a marca de 95 milhões de cópias vendidas em maio deste ano. “O que fascina nos jogos é a infinidade de coisas que podemos fazer, como participar ativamente de uma emocionante história cinematográfica, se desafiar e se superar cada vez mais, se divertir sozinho ou com a família e amigos, visitar lugares inexistentes e fazer coisas que nunca faríamos na vida real”, afirma Matheus. “Jogos trazem diversão e abre a mente para ideias novas. Jogar vídeo game é o que me deixa bem e me ajudou muito a saber quem eu sou e me sentir viva”, finaliza Kamila. (Colaborou: Vinicius LIMA)

 

Da REPORTAGEM

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS