Casa de Passagem acolhe 41 pessoas no final de semana mais frio do ano

A Casa de Passagem de Catanduva é a porta de entrada para acolher moradores em situação de rua na cidade. No final de semana, com o frio intenso, 41 pessoas buscaram pelos serviços na residência.

Além da demanda espontânea, parte dos atendidos foi levantada pela GCM (Guarda Civil Municipal), que nos patrulhamentos identifica moradores em situação de vulnerabilidade.
Apesar do fluxo de pessoas, o movimento foi considerado dentro da normalidade nos últimos dias. O serviço é mantido pela Prefeitura de Catanduva, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social.

A residência funciona 24 horas, incluindo sábados, domingos e feridos. O acolhimento provisório é extensivo a migrantes e itinerantes. Além de pouso, que tem maior fluxo de atendimentos, a casa também oferece alimentação, atendimento social, passagens, vestiários, material de higiene pessoal e banho.

Devido à frente fria, a Prefeitura reforça o pedido para que a população acione o serviço de acolhimento ao encontrar alguém dormindo ao relento. O telefone é o 153 da GCM, que faz o devido encaminhamento. Um trabalho de panfletagem está sendo programado para divulgar o atendimento via Casa de Passagem à comunidade.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS