Cartinhas ao Papai Noel estão a espera de padrinhos nas agências dos Correios

A Campanha Papai Noel dos Correios foi lançada no último dia 10 de novembro e já é um sucesso em Rio Preto. De acordo com dados divulgados pela empresa, até agora, já foram cerca de 270 cartinhas endereçadas ao bom velhinho e mais de 60% delas já foram adotadas.
Somente nos últimos três anos, foram recebidas mais de 2,5 milhões de cartas do país inteiro, destinadas ao Papai Noel dos Correios. Deste total, 261,4 mil cartinhas foram recebidas nas agências do interior do Estado de São Paulo. Destas, 177,2 mil foram adotadas.

A ação solidária surgiu da iniciativa dos próprios empregados e se consolidou, ao longo dos últimos 28 anos, como uma das maiores campanhas natalinas de todo o país.
Para uma cartinha ser encaminhada para a adoção, é preciso que elas sejam manuscritas. Os pedidos são preferencialmente de brinquedos, material escolar e roupas. Também pode ter outros itens, mas estes passarão por avaliação. Alimentos ou cestas básicas são desclassificados. Além disso, é selecionada apenas uma carta por criança.
As cartas serão adotadas se tiverem o endereço correto da criança. Dessa forma, não se corre o risco dela ser selecionada e não ser localizado o endereço ou a criança que escreveu ao Papai Noel, quando os Correios fizerem a entrega dos presentes.

A agência central dos Correios de Rio Preto estará recebendo as cartinhas até dia 8 de dezembro. Podem participar crianças com até 10 anos de idade.
Os padrinhos poderão escolher e adotar quantas cartinhas desejarem até o dia 15 dezembro, no stand que fica dentro da agência central, na Rua Prudente de Moraes, 3057, Centro. Em seguida, devem levar o presente na agência e os Correios farão a entrega para a criança.

O objetivo principal da campanha é responder às cartas das crianças que escrevem ao Papai Noel e, sempre que possível, atender aos pedidos de presentes daquelas que se encontram em situação de vulnerabilidade social e disseminar o encantamento do Natal.
Para manter a magia do Natal, não é permitida a entrega direta do presente. Os funcionários dos Correios é que vão entregar na casa da criança, como se fosse o Papai Noel que tivesse enviado.

Da Reportagem

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS