Carteira Nacional de Habilitação digital facilita dia a dia dos motoristas

Prática e segura a nova Carteira de Habilitação Nacional (CNH) facilitará o dia a dia dos motoristas. A implantação do projeto piloto da Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica (CNH-e) será disponibilizada para todos os estados de forma gradual até fevereiro de 2018.

De acordo com Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), para acessar a Carteira Nacional de Habilitação será preciso baixar o aplicativo por meio de celulares com sistema operacional iOS e Android. No aplicativo ficarão armazenados todos os dados da CNH impressa, foto e o QR Code (código bidimensional) o que garante maior segurança e praticidade aos motoristas.

Após instalado o aplicativo no aparelho celular é preciso ir até um posto do Detran para solicitar a CNH-e ou utilizar o Certificado Digital (Serpro) para se cadastrar pela internet. Além disso, é preciso ter a nova CNH impressa com QR Code. “É preciso fazer o cadastro no Portal de Serviços do Denatran por meio do site portalservicos.denatran.serpro.gov.br , se caso a pessoa já possuir o cadastro no Sistema de Notificação Eletrônico (SNE), não há necessidade. Mas deve solicitar CNH-e pelo portal do Denatran com mesma senha do cadastro (SNE)”, explica o Denatran em nova enviada ao DHoje Interior.

Com a Habitação Eletrônica, os agentes de trânsito poderão consultar os dados dos documentos por meio do aplicativo do celular que terá o mesmo valor jurídico que a CNH impressa. “Esta nova versão é um benefício para o motorista caso ele esqueça a carteira em papel, e beneficia aos agentes de trânsito que terão todos os dados das pessoas virtualmente”, explica o Chefe da Autentic – Certificadora Digital, Rafael Fernandes Thomé.

Os benefícios refletem na mobilidade pela questão do fácil acesso das pessoas com os aparelhos celulares que estão sempre presentes no dia a dia. A questão segurança também terá um respaldo, pois a CNH-e é única para cada aparelho, onde todos os dados são criptografados o que asseguram a autenticidade do documento, o que evita fraudes e falsificações. Além disso, a CHN-e evita que o condutor receba multa por não estar com o documento em mãos.

Após o primeiro acesso não é preciso de internet para conectar-se a CNH-e, pois ela estará disponível off-line.

O contador rio-pretense César Júlio Fernandes Firmino, 53 anos, renovou a carteira de habilitação há duas semanas e já está com a carteira eletrônica. Ele acredita que ela facilita, principalmente em situações em que o documento é esquecido. “Vem para melhorar este novo modelo de CNH. Às vezes, acontece da pessoa esquecer a carta, mas o celular ninguém esquece, então isso só facilitará. Além disso, ficará dará mais segurança aos motoristas”, conta.

Em caso de roubo do aparelho celular com a CNH digital o usuário poderá bloquear o documento por meio do portal de serviços do Denatran, ou ir até um posto do Detran.

Fonte: Mariane Dias – Redação jornal DHoje Interior 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS