CARNAVAL DE RUA: Secretaria e representantes de blocos se reúnem hoje

FOTO DIVULGAÇÃO

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Jorge Luis de Souza, irá se reunir, na manhã
desta sexta-feira (17), com representantes dos blocos carnavalescos de Rio Preto. A reunião será fechada. Porém, o secretário da pasta afirmou que o desfecho sobre o Carnaval acontecerá após a reunião.

Presidentes das escolas de samba de Rio Preto participaram da reunião de Comissão de Cultura da Câmara Municipal, mas não tiveram um retorno positivo. “Pelo que foi constatado na reunião não é um valor baixo, tem, por exemplo, o ECAD que é uma coisa que não tem como fugir, vamos tentar negociar o mínimo possível. Nós estamos com muita vontade e nos esforçaremos para que o evento aconteça com desfile de fantasias, com Rei Momo e rodas de samba. A gente não jogou a toalha, as escolas estão se preparando para o desfile, a comunidade está ajudando para que Rio Preto não fique sem Carnaval”, disse o
presidente da escola de samba Império do Sol, Vicente Serroni.

Ele ponderou ainda que “o recinto continua aberto para as escolas de samba, como o
chamamento não deu certo, as escolas estão se mobilizando para poder realizar o Carnaval
naquele local. Apareceu um pequeno investidor que não cobre os custos do evento, mas nós estamos procurando baratear tudo isso”.

O carnavalesco afirmou que não medirá esforços para que o evento aconteça. “Já conseguimos um caminhão de som sem custo, conseguimos a iluminação da pista sem custo, conversamos com uma equipe de seguranças que vai fazer um preço melhor para cuidar da segurança do recinto e continuamos atrás de baratear todos os gastos que possa aparecer.

Vamos realizar pequenos shows, vamos fazer os desfiles no domingo de Carnaval ou dependendo do que acontecer, talvez, faremos até uma semana antes o evento para conseguir preços melhores. Conseguimos a custo zero o transporte dos integrantes das escolas no dia do desfile, continuamos na luta, a gente quer fazer o Carnaval”, afirmou.

“A gente vai fazer uma vistoria lá no recinto para ver realmente como será feito o desfile e quais os locais que darão para fazer o desfile, as rodas de samba, estamos imbuído de fazer um Carnaval para que a população possa estar aplaudindo. É um esforço pra que isso não deixe de acontecer”, finalizou Serroni.

 

Por Mariane DIAS

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS