Caminhada em Rio Preto pede pela paz no trânsito

A 1ª Caminhada pela Paz no Trânsito acontecerá amanhã, na Praça Rui Barbosa, em Rio Preto. O evento é uma parceria do Comitê Integrado de Segurança no Trânsito com as entidades Apatru, Guarda Civil Municipal, Defesa Civil, Polícia Rodoviária Federal, Detran, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Estadual, Corpo de Bombeiros e Secretaria de Trânsito, Transportes e Segurança.

O objetivo da caminhada é a conscientização da população em relação aos casos de acidentes que aconteceram no município. Os números preocuparam as autoridades, que decidiram, por meio do comitê, promover uma campanha na qual seja lembrada cada vítima de acidente.

De acordo com o capitão Ederson Merighi Pinha, de janeiro até os dias atuais foram registradas 49 mortes por acidentes somente no perímetro urbano de Rio Preto.
O evento será aberto com um ato ecumênico na praça Rui Barbosa, às 11h. Um pastor e um padre farão a celebração e a banda regimental da Polícia Militar também estará presente. Durante o ato 49 pessoas estarão vestidas de camisetas pretas simbolizando as vítimas, cada uma subirá ao palco e dirá o nome da vítima e idade, as famílias estarão na cerimônia. “A gente espera um feedback da população, pois o número de vítimas é alto. Queremos com isso conscientizar cada pessoa ali presente e assim reduzir o números de acidentes, que na maioria da vezes são causados por imprudência. Então a campanha é com o foco na conscientização”, diz Pinha.

A conscientização da população queremos que se torne  algo rotineiro. O objetivo do comitê é trabalhar a divulgação e redução destas fatalidades – DIZ Ederson Merighi Pinha,
capitão da Polícia Militar

Após o ato ecumênico, será feita a Caminha pela Paz no Trânsito que saíra da praça Rui Barbosa, seguirá pela Bernardino de Campos, Tiradentes, General Glicério, Jorge Tibiriçá e retorna a praça. Após o término da caminhada, o comitê fixará 30 faixas com laço preto com #ESCOLHAVIDA sinalizando os pontos onde aconteceram acidentes com vítimas fatais. As faixas ficarão durante todo o mês de novembro nos pontos. Alguns deles citados pela Secretaria de Trânsito são locais com grande circulação de veículos, como Av. Alberto Andaló, com rua Silva Jardim; Av. João Bernardino de Seixas Ribeiro; Av. Danilo Galeazi com Av. Maria da Silva Dória; rua Independência próximo ao cruzamento com a rua Bernardino de Campos e Av. México com Av. Nossa Senhora da Paz. “A conscientização da população queremos que se torne algo rotineiro. O alto número de acidente de trânsito que tem a probabilidade de morte é preciso diminuir esses índices. O objetivo do comitê é trabalhar a divulgação e redução destas fatalidades”, explica o representante da Associação Preventiva de Acidentes e Assistências as Vítimas de Trânsito, Apatru, Marcos Sigrist.

De acordo com os dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP), em 2017 foi registrado um caso de homicídio doloso de trânsito. No mesmo período do ano passado nenhuma morte foi registrada com dolo. Já os casos de lesão corporal culposa por acidentes de trânsito tiveram redução de 5, 5%, em 2017 foram 1.959 casos. Já no mesmo período do ano passado foram registrados 2.074.

 

Por Mariane Dias

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS