Câmara de Rio Preto homenageia oito médicos que compõem equipe do Programa Mais Médicos

Polêmico desde seu início em julho de 2013, o programa Mais Médicos, criado pelo governo federal, traz profissionais estrangeiros para atuarem no Brasil. Em Rio Preto, desde abril de 2014, o programa começou a ser implantado nas unidades de atendimento na cidade. Atualmente na cidade são oito médicos, sendo três deles cubanos, que terminarão o programa e retornarão para Cuba no final deste mês.

Outros cinco médicos compõem a equipe do programa, sendo um italiano e três brasileiros que se formaram no exterior e começaram os atendimentos em junho de 2014, além de mais um médico brasileiro que se formou no exterior e entrou para a equipe em novembro do ano passado. Todos eles atendem nas seguintes Unidades Básicas de Saúde Familiar (UBSFs), Vila Mayor, Caic, São Deocleciano, Cidade Jardim, Lealdade e Amizade, Maria Lucia, Nova Esperança e Anchieta.

Os oito médicos que participam do programa federal serão homenageados nesta segunda-feira, 17, à noite durante sessão solene na Câmara Municipal, convocada pelo vereador Marco Rillo.

Confira a lista dos médicos e em quais unidades atuam em Rio Preto:

Jose Angel Rojas Benitez UBSF São Deocleciano Mais Médicos-Cubano Abril/ 2014 Abril/ 2017
Antonino Garofalo UBSF Cidade Jardim Mais Médicos- Italiano Junho/2014 Maio 2016- prorrogado por mais 3 anos -2019
Marcio Henrique Alves Ferreira UBSF Lealdade e Amizade Mais Médicos- brasileiro formado exterior- CRM Junho/2014 Maio 2016- prorrogado por mais 3 anos-2019
Raphaela T. B. Garofo UBSF Maria Lucia Mais Médicos- brasileiro formado exterior-CRM Junho/2014 Maio 2016- prorrogado por mais 3 anos-2019
Roger Sales Lima UBSF Nova Esperança Mais Médicos- brasileiro formado exterior- CRM Junho/2014 Maio 2016- prorrogado por mais 3 anos-2019
Fernanda de Lima Custodio UBSF Anchieta Mais Medicos- brasileiro formada no exterior Novembro/2016 Novembro/2019

 

Suspensão do envio de médicos cubanos

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, disse nesta segunda-feira, 17, que a suspensão do envio de profissionais cubanos ao Brasil para trabalhar no Mais Médicos não prejudica o programa. Na última quinta-feira (13), Cuba anunciou que suspendeu o envio de 710 profissionais previstos para chegar ao país este mês.

“Na nossa renovação de contrato com Cuba, já havia a previsão de reduzir de 11,4 mil para 7,4 mil médicos cubanos em três anos. Nós substituiremos esses por médicos brasileiros que estão no cadastro anterior – mais de 7 mil médicos que se inscreveram além das vagas que nós necessitávamos e 2 mil médicos brasileiros formados no exterior que também aguardam oportunidade. Utilizaremos essa lista para completar essas vagas e aguardaremos que Cuba anuncie a retomada do convênio”, explicou.

Programa Mais Médicos

O Programa Mais Médicos (PMM) é um programa do Governo Federal, com apoio de estados e municípios, para a melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Além de levar mais médicos para regiões onde há escassez ou ausência desses profissionais, o programa prevê, ainda, mais investimentos para construção, reforma e ampliação de Unidades Básicas de Saúde (UBS), além de novas vagas de graduação, e residência médica para qualificar a formação desses profissionais.

Assim, o programa busca resolver a questão emergencial do atendimento básico ao cidadão, mas também cria condições para continuar a garantir um atendimento qualificado no futuro para aqueles que acessam cotidianamente o SUS. Além de estender o acesso, o programa provoca melhorias na qualidade e humaniza o atendimento, com médicos que criam vínculos com seus pacientes e com a comunidade.

 

Por Priscila Carvalho

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SEM COMENTÁRIOS