Câmara aprova alienação de terreno para construção do Hospital Municipal

Projeto foi aprovado pelos vereadores de Rio Preto, por unanimidade, durante sessão ordinária desta terça-feira (Foto: Ygor Andrade)

Nesta terça-feira (6), os vereadores votaram e aprovaram a alienação do terreno localizado à Avenida Alberto Olivieri, esquina com a Avenida Nametallah Youssef Tarraf, para a construção do novo Hospital Municipal na Zona Norte da cidade.

O vereador Marco Rillo (PT) fez algumas ponderações a respeito dos valores a serem investidos na construção do hospital. Segundo ele, alguns itens da lista de compras estão fora da realidade.

“A planilha de gastos é estimativa, mas um chuveiro custar R$ 320? Esses valores estão exagerados. Corto meu pescoço se esse hospital ficar nesse valor de R$ 23 milhões. É para custar bem menos”, disparou o vereador.

O petista ainda chegou a sugerir que a venda do terreno seria mais interessante para a Administração. “Acho que se, a Administração bancar, enxugando esses valores, é possível construir um hospital com R$ 18 milhões, mas tenho que dar ponto positivo para a possibilidade de ampliação do espaço”, disse o vereador que votou favorável ao projeto, deixando claro que “voto a favor porque nunca vou votar contra a população, mas esse projeto precisa ser melhor explicado”.

Fábio Marcondes (PL), por sua vez, falou sobre alguns desses investimentos, como o piso do hospital, que deverá ser porcelanato.

Por fim, os vereadores aprovaram por unanimidade o projeto que prevê a alienação do terreno de quase 20 mil m² que comportará uma área construída de 4.600 m².

O HOSPITAL

O Hospital deve ter 80 leitos, sendo que 62 serão rotativos, destinados às cirurgias eletivas de pequena e média complexidades. Os outros 12 serão utilizados no pós-anestésico, além de seis leitos de retaguarda. O complexo contará ainda com sala de esterilização e cinco salas cirúrgicas.

“A prefeitura interpreta o sentimento da sociedade, uma necessidade, por isso elaboramos esta estratégia, pensando, inclusive, em uma possível ampliação para o futuro. Nós teremos um hospital de apoio que será de grande importância para a atenção e melhoria na saúde do município”, argumentou o prefeito.

A expectativa é de que o processo licitatório para contratação dos interessados na construção do hospital seja concluído até o fim de 2020.

Por Ygor Andrade

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS