Brasil e Bélgica fazem duelo das gerações

Brasil e Bélgica se enfrentam nesta sexta-feira (6), às 15h, na Kazan Arena, em jogo válido pelas quartas de final. O duelo marcará o embate entre a melhor defesa e o melhor ataque.

O Brasil sofreu apenas um gol durante toda a competição, enquanto a Bélgica marcou 12 vezes nesta Copa. A comparação entra as gerações também são inevitáveis. Gabriel Jesus, Philippe Coutinho e Firmino disputam pela primeira vez uma Copa do Mundo e sempre foram promessas nas categorias de base. Já a Bélgica possui a chamada “Geração de Ouro”. Nunca tantos atletas belgas estiveram nos principais clubes da Europa e grande parte são companheiros de brasileiros: Willian joga com Hazard e Courtois no Chelsea; Gabriel Jesus e Fernandinho são companheiros de De Bruyne e Kompany no Manchester City; Neymar e Meunir foram campeões franceses no Paris Saint Germain.

A novidade na escalação da seleção brasileira é o retorno do lateral Marcelo na vaga de Filipe Luís. Casemiro, suspenso pelo segundo cartão amarelo, será substituído por Fernandinho. Tite confirmou que o zagueiro Miranda será o capitão na partida. Apesar das criticas, Gabriel Jesus seguirá no ataque brasileiro. Com quatro vitórias em quatro jogos (100% de aproveitamento) a Bélgica tenta deslanchar de vez para conquistar o seu primeiro mundial. Depois de uma classificação sofrida contra o Japão, os belgas esperam manter a média de três gols por jogo contra o Brasil.

O técnico Roberto Martinez fez mistério ao longo da semana, mas a tendência é que repita a escalação que garantiu a classificação nas oitavas de final. Lukaku é mais uma vez a esperança de gols da equipe belga. Brasil e Bélgica se enfrentaram nas oitavas de final da Copa do Mundo de 2002. Na ocasião, o Brasil ganhou por dois a zero, com gols de Ronaldo e Rivaldo. Abaixo as prováveis escalações: Brasil: Alisson, Fagner, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Fernandinho, Paulinho e Philippe Coutinho; Willian, Gabriel Jesus e Neymar. Bélgica: Courtois, Vertoghen, Kompany e Alderweireld; Witsel, De Bruyne, Chadli e Meunier; Fellaini, Hazard e Lukaku. (Colaborou: Vinicius LIMA)

 

Da REPORTAGEM

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS