Brasil avalia alternativas para doações à Venezuela, diz Denarium

A decisão do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, de fechar a fronteira com o Brasil, a partir desta quinta-feira (21) à noite, pode alterar os planos de entrega da ajuda humanitária prevista para sair de Roraima em direção ao país vizinho. Porém, o governador de Roraima, Antonio Denarium, acredita que existam alternativas para garantir que a ajuda humanitária, preparada pelo Brasil, chegue aos venezuelanos. Uma das hipóteses envolve a vasta fronteira entre os dois países.

“Se os caminhões não conseguirem ultrapassar a fronteira, acredito que essa ajuda humanitária possa ser feita no próprio Brasil. [As pessoas] atravessariam porque a fronteira é seca. São 1,8 mil quilômetros de fronteira, não acredito que isso será empecilho para fazer a distribuição”, disse o governador.

 

Por Agência Brasil

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS