Bebê tem 33% do corpo queimado com água quente

Foto: Divulgação

Uma criança de sete meses teve 33% do corpo queimado ao derrubar água quente da banheira antes do banho, no bairro rural Laranjal, na manhã de segunda-feira (11), em União Paulista.

De acordo com o boletim de ocorrência, a mãe colocou água quente em uma banheira e deixou sobre a cama. Em seguida, colocou a criança ao lado da banheira para ir buscar água fria e equilibrar a temperatura da água para dar banho na menina.

Quando voltou, encontrou a criança tinha virado a banheira e se ferido com a água quente. A mãe procurou ajuda e socorreu a menina até o pronto socorro da cidade.

De acordo com a pediatra neo-natal do Hospital da Criança e Maternidade, Maria Carmen Lunardi Monteiro de Carvalho, uma das formas de evitar acidentes durante o banho é não usar o chuveirinho do banheiro. “O ideal mesmo é o banho de imersão feito em banheira. O chuveirinho pode oscilar muito de temperatura e queimar a criança. Para evitar acidentes, o certo é que o banho seja dado no banheiro”, explicou.

Para testar a temperatura ideal do banho para a criança, não é necessário o uso do termômetro, segundo a pediatra. “Basta apenas que a mãe coloque um pouco de água no antebraço ou no dorso da mão. Se a temperatura estiver agradável para a mãe, pode colocar na água. A temperatura ideal deve ficar entre 36 e 37 graus, que é o recomendado”.

“Em casos de queimaduras de primeiro grau, que é quando fica apenas vermelho, não existe necessidade de correr para o hospital. O certo é usar água fria e resfriar o local. No entanto, quando a queimadura é mais grave, de segundo ou terceiro grau, tem que correr para o hospital mais próximo e buscar orientação médica para cuidados com a ferida e com curativos”, acrescentou a médica.

Depois de receber os primeiros socorros no pronto socorro de União Paulista, a menina foi encaminhada para o hospital de Monte Aprazível, e transferida para a UTI do HCM de Rio Preto.

Na manhã de quarta-feira (13), a criança foi transferida para o Hospital Estadual de Bauru, especializado em tratamento de queimados.

A assessoria de imprensa do hospital informou que a criança está internada na UTI pediátrica, com 33% do corpo queimado e o quadro de saúde é considerado grave, no entanto, ainda irá passar por avaliação da equipe médica especializada.

Outro caso

A morte de um idoso, de 77 anos, foi registrada na manhã de terça-feira (12), no Hospital de Base. Ele teve 25% do corpo queimado em um acidente doméstico com líquido inflamável.

De acordo com o boletim de ocorrência, o acidente aconteceu na quinta-feira (07), em Mirassol. José da Costa Filho teve infecção, o estado de saúde se agravou e ele morreu.

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal e as causas da morte serão investigadas.

Por Bia MENEGILDO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS