Bateria própria e ritmos latinos dão identidade ao Samba Cedrus

Criado na década de 1960, o Samba Cedrus é o único bloco rio-pretense que conta com bateria própria . Foto: Arquivo PESSOAL

O Samba Cedrus tem na sua história várias formações, desde seu início na década 60. Hoje, é o único bloco que conta com uma bateria própria, e apenas na bateria há cerca de 40 integrantes que ensaiam regularmente para fazer a apoteose nas ruas de Rio Preto e no salão do Clube Monte Líbano.
O bloco vai sair em dois dias, 20, quinta-feira, das 16h às 22h, na Rua Silva Jardim esquina com a Rua Independência, e no dia 29, sábado, das 16h às 19h, na Praça Central do Distrito de Talhados. A entrada é gratuita.
A temática do bloco é ‘El Grito De Los Muertos’, referência aos amigos da comunidade latina, onde se propaga a #carnavaleslamistura por unirem o samba a salsa, o axé da Bahia ao merengue e as tradicionais marchinhas com o reggaeton, tudo com banda ao vivo.
Gustavo Martins Vagas, líder do bloco, espera um público inédito.
“O maior público do bloco Samba Cedrus. Cedrus de todas as edições porque realmente é uma fusão musical que nós propomos. O diferencial dos outros blocos é que nós entramos com os ritmos latinos que são a salsa, cúmbia, que não tem em nenhum bloco e vamos mesclar isso com o axé, então, além disso, pretendemos colocar uma maquiadora, para maquiar as pessoas que chegarem no evento e fazermos uma festa realmente diferente das tradicionais, que é chamada de O carnaval e a mistura”, disse.
“Esperamos as pessoas na festa, e que todos compareçam e se divirtam conosco”, convida, Gustavo.
São aguardadas mil pessoas no dia 20, em Rio Preto, e 500 pessoas no dia 29, na Praça Central do Distrito de Talhados.

PROGRAMAÇÃO

Dhoje Interior

20/02 – Quinta feira

Horário: 18h30 até as 22h

18h30-19h > Som Mecânico

19h-20h > Grupo Luz do Desejo (Samba e Pagode Anos 90)

20h-21h30 > Banda AZUCAR (Ritmos Latinos e Axé da Bahia)

21h30-22h > Bateria Samba Cedrus (Sambas Enredo e Marchinhas)

 

Por Verônica MAESTRELLA