Barman é investigado por estupro de vulnerável

A Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Rio Preto vai investigar uma ocorrência de estupro de vulnerável registrada na tarde deste domingo, na Central de Flagrantes.

Ao olhar as mensagens trocados em aplicativo, o entregador A.A.O., 32, descobriu que sua filha de 12 anos, R.A.O., teria mantido relações sexuais com o barman J.J.M.S., 24, que é vizinho na Vila Nossa Senhora do Carmo.

A menina confirmou ao pai que mantinha um relacionamento amoroso com o acusado. S. admitiu o envolvimento com R., mas alegou que não sabia que ela era menor de idade.

No Plantão, durante registro da ocorrência, o entregador ameaçou o barman de morte, tendo sido lavrado um Termo Circunstanciado. O investigado, que não tem passagem anterior pela polícia, foi ouvido e liberado.

Por DJ

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS