Banco de Leite Humano de Rio Preto recebe credenciamento máximo

O Banco de Leite Humano de Rio Preto recebeu pelo segundo ano consecutivo o credenciamento máximo da rede de bancos de leite humano do estado de São Paulo para o ano de 2017. A categoria “A” corresponde aos critérios de alimentação adequada do sistema da rede de bancos de leite humano da Fiocruz, produção e capacitação da equipe. “Nossa equipe é qualificada para realizar o atendimento e nossa produção é uma das maiores do estado”, explicou a gerente Priscila Theodoro.

Em 2017, o banco distribuiu 1.474,2 litros de leite pasteurizado, atendendo 1.697 bebês que se encontravam em unidades de terapia intensiva neonatais de Rio Preto, dos hospitais Austa, Beneficência Portuguesa, Hospital da Criança e Maternidade e Santa Casa. Foram 500 bebês atendidos a mais que no ano anterior. O número de doadoras também aumentou 62,5% de 2016 para 2017. “A doação é fundamental para o funcionamento do programa, afinal é com esse leite que alimentamos os bebês internados”, completou Priscila.

O número de participantes dos atendimentos em grupo também aumentou. Em 2016, o programa atendeu 242 mulheres, enquanto em 2017 esse número foi de 987. Para a gerente do Banco de Leite Humano, esse aumento aconteceu devido à implantação da unidade móvel, doada pelo Rotary no ano passado. “Depois que começamos a utilizar a unidade móvel do Banco de leite, pudemos fazer mais grupos nas salas de espera dos hospitais e unidades de saúde. A divulgação pela unidade móvel está sendo muito efetiva”, afirmou.

Para ser doadora de leite humano é preciso preencher um cadastro no próprio banco de leite, ou na unidade itinerante, ou por telefone, e estar com os exames de sorologia (HIV, sífilis e hepatite B e C) em dia. O Banco de Leite fornece o frasco para a mulher coletar o leite e depois passa uma vez por semana na residência, tanto em Rio Preto quanto em Mirassol, para recolher o que foi coletado. A doação de leite materno não ocasiona prejuízos para a puérpera ou para o bebê. “Ao contrário, quanto mais leite a mulher tirar, mais ela irá produzir. Para doar, ela só precisa estar saudável”, finalizou.

 

Banco de Leite humano

O banco de leite humano de Rio Preto foi implementado em 2008 e atualmente pasteuriza em média 120 litros por mês. É o maior volume de produção de leite humano pasteurizado do estado de São Paulo, o que rendeu prêmio da Secretaria Estadual de Saúde à unidade em 2017. Além do trabalho de coleta e doação do leite materno, o Banco de Leite de Rio Preto também auxilia a mulher que deu à luz e está com dificuldade no aleitamento do seu bebê.

 

Serviço:

Banco de Leite humano

Endereço: Av. dos Estudantes, 1886 – Vila Aeroporto

Horário: de segunda a sexta, das 7h30 às 16h

Telefone: 3214-3422

Da REDAÇÃO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS