Balanço do Detran mostra que a cada 15 motoristas fiscalizados um é multado na Lei Seca

Autuações da Lei Seca caíram e índice é o menor desde 2013. Em Rio Preto foram registradas 322 infrações por embriagues em 2017

Segundo dados do programa Direção Segura, coordenado pelo Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) divulgados sobre a fiscalização da Lei Seca, o índice de motoristas embriagados no Estado de São Paulo em 2017 foi de um para cada 15 fiscalizados. O número é o menor registrado desde 2013, quando o programa foi criado e apontou um motorista embriagado para cada 10,3 fiscalizados.

De acordo com a assessoria de imprensa do Detran.SP, em Rio Preto, até outubro do ano passado, somente o órgão, por meio da Polícia Militar, registrou 322 infrações por embriaguez ao volante ou recusa ao bafômetro. O número foi menor do que em 2016, quando foram executadas 379 infrações.

Diretor-presidente do Detran.SP, Maxwell Vieira, comentou sobre o índice divulgado. “Quando o Detran.SP aumenta o número de fiscalizações e as autuações caem, é sinal de que os motoristas estão se conscientizando sobre os riscos de beber e dirigir. Sinaliza também que nossas campanhas educativas estão surtindo efeito e merecem serem cada vez mais intensificadas”, afirmou.

Ainda de acordo com balanço de 2017, o número de veículos fiscalizados foi de 78.009, sendo que desse total 5.179 foram autuados. Ao todo foram feitas 280 operações em todo o Estado.

Nesta sexta-feira (20), segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), passa a valer a lei nº 13.546, que aumenta a punição para o motorista alcoolizado que provocar acidente com morte. A pena, que hoje varia de 2 a 4 anos de prisão, será de 5 a 8 anos sem a possibilidade de pagar fiança. No caso de lesões corporais graves ou gravíssimas, a punição aumenta de 6 meses a 2 anos de detenção para de 2 a 5 anos.

Por Marcelo Schaffauser

SEM COMENTÁRIOS