Auxiliar é estuprada dentro de casa

Depois de ser seguida por aproximadamente um ano, e de ter sido molestada dentro de um ônibus coletivo, a auxiliar de serviços gerais P.C.S.A., 29, residente no Amizade II, foi estuprada dentro da residência, na madrugada deste domingo.

A vítima declarou à polícia que no ano passado, um homem magro, mas com barriga, aproximadamente 1,75 de altura, branco, cabelos e olhos castanhos, e usando uma blusa de frio vermelha, com a inscrição ‘cola-cola’ na parte de trás, bateu em sua porta e falou se ela não queria que ele limpasse o terreno. Na época, o imóvel não tinha muro e o serviço foi recusado, pois seria feito pelo namorado de P.

Meses depois, o mesmo homem molestou a jovem, que estava com seu filho de nove anos, em um Circular. O acusado, que também estava acompanhado de um garoto, teria se esfregado na vítima.

Há alguns dias, o suspeito passou na frente da residência de P. empurrando um carrinho com um bebê dentro. Entre 4h30 e 5 horas deste domingo, a auxiliar de serviços gerais estava saindo para trabalhar quando foi atacada no portão de sua casa pelo mesmo homem que a persegue há meses.

Forçada a entrar no imóvel, sofreu a violência sexual e ainda muito abalada foi na Central de Flagrantes de Rio Preto registrar a queixa.

 

Por Daniele JAMMAL

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS