Audiência pública sobre produtos contrabandeados acontece nesta segunda-feira

Marcas da Ana Hickmann e Ray.Ban são as mais falsificadas no mercado, segundo associação dos lojistas de óticas de Rio Preto
Mercado ilegal de produtos piratas e contrabandeados nas comercializações de óculos, esse será o tema da audiência pública desta segunda-feira (7), que acontece no auditório da Câmara Municipal, a partir das 15h30 e será comandada pela Comissão de Desenvolvimento Econômico e Defesa do Consumidor, que é presidida pelo vereador Jean Dornelas (PRB), e tem como membros José Carlos Marinho (PSB) e Márcia Caldas (PPS), além do suplente Anderson Branco (PR).
Segundo Anderson Branco, a audiência deverá pautar sobre a venda, aplicação e fiscalização de lentes por comércios não autorizados em fazer a adaptação. “Estamos convidando todos os órgãos responsáveis, inclusive a Vigilância Sanitária. O maior tema em discussão será a saúde. Tem óculos que podem afetar a vista, o que gera um problema de saúde”, disse o vereador.

Segundo a comissão de lojistas de óticas de Rio Preto, o setor vem perdendo anualmente de 40% a 50% das vendas. Ao todo, no centro da cidade são 38 óticas. “Queremos fazer cumprir a lei. O nosso ramo é um ramo diferenciado dos demais. É muita exigência para abrir uma ótica”, disse a comissão.

Ainda de acordo com a comissão, o óculos é o terceiro produto mais contrabandeado no Brasil. Sendo que os da coleção Ana Hickmann e da coleção Ray-Ban são as mais copiadas.

Segundo dados do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras, o contrabando gerou um prejuízo de 100 bilhões ao mercado nacional, movimentado, principalmente, pela venda ilegal de óculos.

Por Marcelo Schaffauser

SEM COMENTÁRIOS