Atividades turísticas seguem suspensas em Olímpia

Com a pandemia ocasionada pelo Covid-19 os municípios paulistas têm seguindo as orientações do governo do Estado de São Paulo em relação ao funcionamento do comércio e demais atividades. Em Olímpia vários decretos foram publicados desde o inicio da quarentena no dia 23 de março, seguindo principalmente as orientações vindas do governo do Estado.

Na última sexta-feira, dia 29 de maio, o decreto nº 7.793/2020 foi publicado pela Prefeitura, orientando sobre a flexibilização para de diversas atividades como restaurantes, comércio em geral e outros setores. O município ficou enquadrado na fase 3 (Amarela) do Plano São Paulo.

Dhoje Interior

Por ser uma cidade que tem foco no setor turístico por conta dos seus parques aquáticos e setor hoteleiro e outros existe uma grande expectativa da reabertura destes centros de lazer que ajudam de forma significativa à economia da cidade.

Segundo nota da prefeitura por enquanto, não há nenhuma definição sobre o funcionamento das atividades com fins turísticos, que seguem suspensas pela legislação vigente. Com isso os parques aquáticos continuam sem poder funcionar.

“Desde o dia 1º de junho, Olímpia iniciou a retomada gradual de alguns setores econômicos, com base no Plano São Paulo, que insere o município na Fase 3 de flexibilização, no entanto, a retomada está sendo monitorada e a liberação ou rigidez das medidas dependerá da estabilidade da incidência de novos casos e da ocupação de leitos hospitalares das regionais de saúde. O município aguarda novas orientações do Estado para definir as próximas diretrizes,” frisa a Prefeitura.

Suspensas – As atividades de entretenimento, serviço e hospedagem para fins turísticos permanecem suspensas no município.

Hospedagem – Os meios de hospedagem só estão autorizados a oferecer estadia de profissionais de saúde e trabalhadores de atividades essenciais, além de prestadores de serviços e profissionais liberais, que atuam em empresas do município, lembrando que, ainda assim, o funcionamento exige diversas medidas e restrições como quantidade de pessoais e condições de higiene.

As diretrizes definidas pelo Decreto de Situação de Emergência (7.770/20), que não foram alteradas pelo Decreto de Retomada Consciente (7.793/20), estão prorrogadas até 15 de junho, conforme previsto na última regulamentação.

O prefeito Fernando Cunha (PR) destaca quais serão os procedimentos para definir a reabertura dos parques e meios de hospedagens. “Num primeiro momento, nós ainda não estabelecemos, mas pretendemos flexibilizar para que os hotéis e pousadas passem a receber turistas também, que ainda está proibido na cidade. Mas nós faremos isso numa próxima etapa, com regras que estamos definindo. Em seguida, nós estamos planejando abrir os parques, mas não tem data definida. Esperamos poder definir uma data a partir do mês de julho, mas nós vamos acompanhar esses primeiros 15 dias de retomada de outros setores econômicos, como evoluem os indicadores aqui da nossa cidade para então podermos prosseguir,” salienta o Prefeito.

O prefeito afirma que como a região que Olímpia esta classificada, o município está com um risco menor de contaminação do Covid ele acredita que “isso nos enquadrou numa situação em que pudemos liberar um pouco mais as atividades econômicas, seguindo a lei estadual, mas os cuidados precisam ser mantidos. Estamos avaliando a incidência de novos casos e a ocupação de leitos hospitalares para definir os próximos passos porque vamos fazer tudo de forma responsável para proteger a nossa população”, finalizou o Fernando Cunha.

Isabela MARTINS