Arquiteta alerta sobre escolha e instalação de louças em reformas

Reformar um espaço passa por diversas fases, desde a base do projeto até a tão esperada escolha dos detalhes finais. Isso envolve as louças. Porém, para ter o resultado ideal, é importante saber pontos importantes. Sendo assim, a arquiteta Priscila Tressino, do escritório PB Arquitetura, destaca dicas para este momento.

Em primeiro lugar a infraestrutura hidráulica deve estar pronta. Vaso sanitário sem caixa acoplada deve ter a válvula de descarga instalada na parede. Caso contrário, escolha a bacia com conjunto. “Existem vários sistemas de economia de água, com fluxos controlados de 3 e 6 litros por acionamento. O design e as cores das peças podem variar bastante. No caso das cubas, a escolha depende principalmente do espaço útil do lavatório. Caso já tenha a bancada, qual a altura dela”, ressalta Priscila.

Dhoje Interior

Ainda, antes de escolher as louças é importante considerar suas diferenças: cubas de apoio, embutir, sobrepor, semi encaixe ou esculpidas? Bacia suspensa, com válvula de parede ou com caixa acoplada? Isto sem falar nos tipos de acabamento e opções de cores. Qualquer um ficaria perdido sobre qual escolher.

“Primeiro, considere as condições do seu banheiro, com relação a espaço e tipo de instalação. É uma construção nova ou uma reforma? Os revestimentos existentes serão mantidos ou trocados? Qual estilo e paleta de cores escolhida?”, sinaliza a arquiteta.

Depois de escolher a louça, é válido entender o que se encaixa melhor em cada espaço, por exemplo, as cubas de apoio ficam com uma borda para fora da bancada; cubas de sobrepor: totalmente externas, acima da bancada; cubas embutidas: fixadas por baixo da bancada; cubas de semi encaixe: ficam metade para fora e metade embutidas na bancada, tanto na altura quanto na profundidade; esculpida: toda feita de pedra, natural ou sintética, normalmente com válvula oculta (ralo oculto); cuba de piso ou de coluna: como o nome diz, fica apoiada em outra peça de louça no chão.

A profissional explica que “para maior conforto de uso, a altura de topo dos lavatórios deve ser de no máximo 90cm”.

Instalação

De acordo com a arquiteta, “o vaso sanitário deve ser instalado com os parafusos e anel de vedação, depois rejuntar o encontro com o piso da mesma cor da louça escolhida. As cubas são coladas na bancada com silicone. Normalmente o fornecedor de pedras faz a instalação porque depende da peça para recortar o vão de encaixe e o formato”.

“Ao se arriscar a escolher sem orientação profissional, o consumidor pode errar na altura da pia, ficando muito alta ou muito baixa, utilizar uma torneira incompatível com a cuba escolhida, não prever conforto para utilização, seja para circulação interna no banheiro, até impedir abertura total da porta. Além de problemas nas instalações hidráulicas. Beleza conta mas não é o mais importante no projeto de um banheiro”, finaliza e alerta Priscila.

Da REDAÇÃO