Aposentado acusa guardas municipais de abuso de autoridade

Um aposentado de 57 anos registrou um boletim de ocorrência, na manhã da terça-feira (6), acusando dois guardas civis municipais de abuso de autoridade.

Segundo o registro, o homem seguia em seu veículo, pela avenida Nossa Senhora da Paz, por volta das 09h50min, acompanhado do irmão, um motorista de 56 anos e seu filho e um amigo, ambos estudantes de 16 anos, quando recebeu sinal de parada da Guarda Civil Municipal (GCM).

De acordo com o relato da vítima, ao estacionar o carro, ele foi abordado com uma arma na cabeça por um dos guardas, que teria pedido para ele colocar as mãos na cabeça e ainda o teria chamado de ‘vagabundo’.

Ao mesmo tempo, o outro guarda civil municipal estaria dando uma ‘gravata’ no irmão do aposentado sem motivo aparente.

Revoltado com a situação, o homem disse aos guardas que eles estariam agindo com abuso, momento em que um dos GCMs teria dado um tapa na cara de seu filho adolescente, também sem motivo.

Ao final da situação, os guardas aplicaram multas ao homem, por falta de cinto de segurança e desobediência de ordem de parada. Segundo a vítima, eles estavam usando cinto de segurança e pararam imediatamente após o pedido.

Em nota, a Guarda Civil Municipal disse que vai encaminhar o caso à Corregedoria para apuração e punição de eventuais desvios de conduta da parte dos agentes.

Da REPORTAGEM

(Colaborou Arthur AVILA)

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS