Após pai incendiar casa e família, filha de 3 anos morre em Rio Preto

A residência ficou parcialmente destruída após o incêndio

Uma criança de três anos morreu após o pai incendiar a casa e a própria família, na última quinta-feira em José Bonifácio. A criança estava internada em estado gravíssimo com queimaduras em 90% do corpo. Thais Espínola Gasques não resistiu aos ferimentos e morreu na manhã de hoje no Hospital da Criança e Maternidade (HCM) em Rio Preto.

Tudo aconteceu quando Roberto Espínola de 27 anos, discutiu com a mulher em uma lanchonete e ao chegar a casa, que fica no bairro Jardim Panorama, esperou a família dormir e ateou fogo na residência.

O casal tem duas filhas. A filha mais velha, de seis anos, conseguiu escapar sem queimaduras, mas precisou ser internada devido à inalação de fumaça. Ela já teve alta e passa bem. De acordo com relatos de testemunhas, a menina saiu gritando socorro na rua quando o pai pegou um frasco de álcool e ateou fogo na própria casa. Vizinhos acionaram a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros.

De acordo com os policiais que investigam o caso, a mãe das crianças e o suspeito também sofreram queimaduras e estão em estado grave. Segundo a assessoria do Hospital de Base, o estado de saúde de Daiane Vasques, mãe das crianças, é grave. Ela sofreu queimaduras em 60% do corpo e foi transferida para o Hospital Padre Albino em Catanduva. O pai das crianças, Roberto Espínola, está internado na UTI no Hospital de Base em Rio Preto, em estado grave, com queimaduras na face e no pescoço.

Foi registrado um boletim de ocorrência de violência doméstica e incêndio. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher. (Colaborou Chiara Gélio)

SEM COMENTÁRIOS