Após incêndio, grupo pede ajuda para construção de novo abrigo para animais

Nesta quarta-feira (14) completou uma semana desde que o incêndio na região da Grota em Mirassol ameaçou um terreno que servia de abrigo para animais do grupo Pamda (Protetores & Associados Mirassolenses em Defesa dos Animais). Na ocasião, o grupo contou com a ajuda de 100 voluntários para realizar o resgate de cerca de 50 animais. O Corpo de Bombeiros também interviu com dois caminhões da corporação com seis homens, dois caminhões pipas e retroescavadeiras.

O Pamda já estava realizando uma vaquinha online para a construção de um novo abrigo, no valor de R$ 50.000, mas a queimada acelerou os planos. “Depois do incêndio, alguns voluntários toparam ficar temporariamente com os animais, mas a maioria já voltou para o abrigo. Nós já temos o terreno e estamos apenas levantando recursos para a construção. Teve gente que colaborou com tijolos e outros que até ajudam com a mão de obra”, afirmou Cristina Bozegno, presidente do Pamda.

Dhoje Interior

Nos últimos sete dias, 16 pessoas doaram na vaquinha e até o momento já foram arrecadados R$ 4.065. Desde que os animais voltaram para o abrigo, a direção tem ficado atenta para o caso de novas queimadas. “A gente ficando preocupada, foi uma área muito grande devastada pela queimada. Recentemente estamos tendo muito problema com os carrapatos, inclusive já iniciamos um trabalho para pulverizar o local para comprar os medicamentos”, informou Cristina.

Incêndio quase atingiu abrigo

Por Vinicius LIMA – redação Jornal DHoje Interior