Após conseguir liminar, advogado volta ao cargo de reitor da Universidade Brasil

O advogado Adib Abdouni conseguiu no Tribunal Regional Federal (TRE) retornar ao cargo de reitor da Universidade Brasil, em Fernandópolis, após conseguir habeas corpus assinado pelo desembargador federal Paulo Fontes, da 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região na tarde desta segunda-feira, 23.

Ele estava afastado desde 13 de fevereiro, depois da ordem de um juiz federal de Jales. Abdouni foi acusado de ter ameaçado testemunhas em uma Live no Instagram a alunos do curso de Medicina do câmpus.

Dhoje Interior

A instituição está envolvida em denúncias de venda de vagas no curso de medicina e irregularidades no exame de revalidação de diplomas, fraude no programa FIES e ProUni que chegam em até R$ 500 milhões.

Ele ainda alegou em sua defesa que seu afastamento da reitoria foi uma vingança do delegado da Polícia Federal de Jales, Cristiano Pádua da Silva, contra quem entrou com uma representação na Superintendência da PF em São Paulo.

Em setembro do ano passado, José Fernando Pinto da Costa, dono da universidade, e seu filho chegaram a ser presos.

Luciano RAMOS