Após as festas, rio-pretenses lotaram casas lotéricas

Foto Claudio LAHOS

As agências bancárias e lotéricas iniciaram expediente às 12 horas desta quarta-feira (06) com filas extensas. Dessa vez, o alvo dos clientes foram as lotéricas de toda a cidade,
enquanto as sempre movimentadas agências bancárias serviram hoje como segunda
opção.

Em uma conversa especial da equipe do Jornal DHoje, a população rio-pretense contou
como resolveu todos os problemas bancários nesses dias de agências fechadas. Cheia de pressa e extremamente irritada, foi assim que a empresária Maria Ramon contou estar após enfrentar uma longa fila. “Tinha que fazer uns serviços de banco para clientes do meu marido com urgência, ai resolvi vir na lotérica porque achei que o banco estaria cheio, mas pelo jeito todos tiveram a mesma ideia né”, conta Ramon.

Roberto Fernandes, de 70 anos, diz que em bancos a movimentação não passou do
comum. O aposentado ainda se diz estar acostumado como horário e ainda palpitou que
não deveria ser mudado absolutamente nada. “Para mim está a mesma coisa, não percebi
diferença para os outros dias. Acho que acostumaram com esse esquema de trabalho,
acho também que se isso mudar vai dar uma confusão imensa”, disse Fernandes.

A secretária Fernanda Rosa, de 23 anos, diz que os transtornos já foram maiores, quando
não existia uma “ajudinha tecnológica”. A jovem afirma que a solução está na organização
pré festas e na tecnologia disponível. “Já estamos acostumados e agora nos programamos
antes. Outra coisa que auxilia bastante são as opções que algumas empresas oferecem de
pagar por débito automático e com as tecnologias vamos nos virando”, explica Rosa. Colaborou: Thais LOBATO

 

Da REPORTAGEM

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS