Carroceiros devem migrar para zona rural e serviços braçais

O presidente dos carroceiros e cavaleiros de Rio Preto (Foto: Arquivo Pessoal)

O prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo, sancionou a íntegra da Lei 13.350/2019 que dispõe sobre a proibição de veículos de tração animal no município.

O presidente dos carroceiros e cavaleiros, Antônio Marcos Pinheiro, conhecido como ‘Marcos Boiadeiro’, 61 anos, conta que muitas vezes os carroceiros não têm estudo adequado como outras pessoas e dependem de uma carroça e um animal, bem tratados, para se manter.

“Os trabalhadores que estão no dia a dia com a carroça, podando árvores e puxando entulhos, usando seus animais, vão ter que deixar de trabalhar. Essas pessoas ficarão desempregadas a partir de agora’’, frisou.

Ele também relatou que os carroceiros vão partir para a área rural, onde possam ter uma nova oportunidade de conseguir emprego, seja para capinar, como trabalhar com serviços braçais ou como servente de pedreiro.

Com a legislação em vigor, caso os condutores não regularizados sejam flagrados pela Polícia Militar ou Guarda Civil Municipal podem ter suas carroças e seus animais apreendidos. Sendo assim, apenas as carroças emplacadas estão autorizadas a circularem pelas ruas e avenidas da cidade.

Verônica MAESTRELLA

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS