Aos 91 anos, morre fundadora dos Doces Noêmia de Schmitt

Divulgação

A senhora Noêmia Signorini Foresto, fundadora da tradicional doceria “Doces Noêmia” de Schimitt, faleceu na madrugada desta sexta-feira (11). Ela tinha 91 anos e teve uma morte natural por conta da idade. Noêmia faleceu dentro da residência aos cuidados dos filhos.
A doceria “Doces Noêmia” teve início em 1972. Dona Noêmia, como era conhecida, começou fornecendo doces para a própria família e, com o tempo, passou a vendar para a população em geral.
Para aqueles que desejam dar o último adeus à Dona Noêmia, o corpo está sendo velado no Velório de Schmitt e o sepultamento vai ocorrer no cemitério local, marcado para as 17h.
O prefeito Edinho de Rio Preto Edinho Araújo aproveitou a página pessoal do Facebook para homenagear Dona Noêmia e oferecer os sentimentos à família.
“Faleceu hoje Noêmia Signorini Foresto, carinhosamente conhecida como a Dona Noêmia, a pioneira na fabricação de doces no Distrito de Engenheiro Schmitt, em Rio Preto. De origem italiana, a tradicional doceria já está na 3ª geração. O meu reconhecimento ao trabalho que Dona Noêmia desenvolveu ao longo dos anos e o nosso agradecimento por ter sido uma das protagonistas da história que, ao lado de tantos moradores, transformou o distrito numa referência de turismo e que fez os doces de Schmitt serem conhecidos nacionalmente. À família, nossos sentimentos.”

Da REDAÇÃO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS