Anuário coloca Rio Preto como 10ª cidade que mais faz investimentos

Aerial View of the City of Sao Jose do Rio Preto in Sao Paulo in Brazil.

Rio Preto é a 10ª cidade no ranking do anuário Multi Cidades – Finanças dos Municípios do Brasil, lançado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP) neste mês, que mostra os 41 municípios que mais realizaram investimentos na região Sudeste do país em 2019, em comparação ao ano anterior.

Segundo o levantamento, Rio Preto registrou aumento de 50,3% no orçamento destinado a investimentos em relação ao ano de 2018. Foram R$ 146 milhões, contra cerca de R$ 220 milhões. O relatório mostra ainda que com isso o investimento do município chegou a R$ 428 per capita. (veja tabela)

Dhoje Interior
Anuário traz Rio Preto como a cidade que mais destinou investimentos em toda região Sudeste em 2019

De acordo com o anuário, os municípios da região Sudeste que registraram maior crescimento foram Jundiaí (SP), Santos (SP), Cariacica (ES), Duque de Caxias (RJ) e Montes Claros (MG). Com 418,9 mil habitantes, Jundiaí teve um crescimento de 237% no gasto com investimento, o maior entre as cidades selecionadas, totalizando um montante de R$ 136,8 milhões em 2019 contra os R$ 40,6 milhões aplicados no ano anterior.

Em termos de valores absolutos, as cinco primeiras colocadas entre as cidades selecionadas para o estudo de Multi Cidades foram São Paulo (SP), com R$ 3,57 bilhões, seguida por Rio de Janeiro (RJ), com R$ 818 milhões; Belo Horizonte (MG), com R$ 771 milhões; São Bernardo do Campo (SP), com R$ 567,4 milhões; e Campinas (SP), com R$ 351,4 milhões.

Entre elas, o destaque de maior crescimento fica por conta de Campinas, que registrou uma variação de 77,5% em relação a 2018, saindo de R$ 198 milhões em 2018 para R$ 351,4 milhões em 2019.

Como faz – Em sua 16ª edição, o anuário Multi Cidades – Finanças dos Municípios do Brasil utiliza como base números da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apresentando uma análise do comportamento dos principais itens da receita e despesa municipal, tais como ISS, IPTU, ICMS, FPM, despesas com pessoal, investimento, dívida, saúde, educação e outros.

Realizado pela FNP, em parceria com a Aequus Consultoria, o anuário apresenta conteúdo técnico e é uma ferramenta de transparência das contas públicas.

Da Redação