América tenta retomar a vice-liderança e manter invencibilidade no Teixeirão

Técnico Renato Ferreira exaltou a invencibilidade do time e espera uma equipe mais leve contra o Grêmio Prudente

Duas semanas de preparação, amistosos e tempo para recarregar as energias. Pronto para entrar em campo, assim o Rubro encara neste sábado (3), a partir das 15h30, no Teixeirão, o Grêmio Prudente, pela nona rodada da Segunda Divisão Campeonato Paulista.

Invicto em casa, o América tenta retomar a vice-liderança do Grupo 1, justamente do Grêmio Prudente, que tem 11 pontos. O Rubro aparece em terceiro com nove pontos.

Para o técnico Renato Ferreira, a equipe usou bem a parada forçada na 4ª divisão e estará 100%. “Na verdade, a gente deu muita prioridade na parte física. Então, eu calculo que foi um tempo de muito preparo, tanto mental, como físico, pra gente aguentar essa maratona de seis jogos que faltam como se fosse uma decisão”, afirmou o treinador, que acredita que mais nove pontos darão a vaga para o Vermelhinho na próxima fase.

“Acredito que sim. Vamos buscar algo a mais. A ideia é, hoje, com um grupo mais homogêneo, entendendo mais a nossa filosofia, que a gente consiga ter melhores resultados. Independente de tudo, a gente tem que manter o equilíbrio e a consciência que temos que fazer os jogos melhores, para poder somar mais pontos”, completou.

Com duas vitórias e um empate jogando no Teixeirão, Renato espera que seu time consiga o resultado positivo com mais facilidade. “A gente tem a felicidade e o prazer de dizer que estamos invictos em casa. O time com muita transpiração conseguiu lograr algo importante que é não perder em casa. A gente procurou intensificar mais a parte física, justamente para isso, para não sofrer. Temos que começar 100%”, disse.

Renato também adiantou que deve alterar o sistema tático da equipe, em relação ao time que entrou em campo no primeiro turno e empatou em 0 a 0 com o Grêmio Prudente, fora de casa.

“É um campeonato muito difícil de jogar e o futebol mundial, hoje, é assim. Cada jogo é uma história, cada jogo é um sistema. Então, contra o Prudente, iniciamos no 4-3-3, sabendo que o resultado tinha que ser positivo aqui (Teixeirão) e tomamos um gol no começo, que não esperávamos. Então, a gente volta numa linha de 4-4-2, uma linha mais consistente, que dá uma variação no 4-3-3, com a entrada do Vinicius que consegue chegar bem ao ataque, mas consigo ter um time mais compacto entre linhas e isso dificulta um pouco para o adversário”, finalizou o técnico do Rubro.

Por Marcelo Schaffauser

SEM COMENTÁRIOS