América demite técnico Renato Ferreira e anuncia Sérgio Caetano

Renato Ferreira não resistiu aos últimos resultados e, com o Rubro agora fora do G4, foi demitido pela diretoria

A derrota para o Osvaldo Cruz, fora de casa, no último domingo, por 1 a 0, e saída do G4, grupo que avança para a segunda fase da 4ª divisão do Campeonato Paulista, custaram o cargo do agora ex-técnico do América, Renato Ferreira, que foi demitido após reunião com a diretoria do clube no final da tarde desta segunda-feira (12). E, sem tempo a perder, já que só tem mais quatro jogos pela fase de classificação, o Rubro anunciou a chegada do treinador Sérgio Caetano, que se apresenta nesta terça-feira (13), a partir das 9h, no Teixeirão.

“Os resultados não aconteceram e o América precisava mudar para reagir. Renato é uma ótima pessoa, mas não levou sorte. O time até jogava bem, mas não estava vencendo. E, como não posso trocar os jogadores, trocamos o treinador para dar um choque no elenco”, afirmou o presidente do Rubro, Luiz Donizete Prieto, o Italiano.

Sobre a escolha do novo treinador, Italiano afirmou que a diretoria trabalhava com três opções para substituir Renato Ferreira. Os pretendidos eram Betão, ex-técnico do Olímpia e do Rio Preto, Pinho, que já dirigiu o América, e o próprio Sérgio Caetano, que acabou sendo o escolhido.

“Liguei para o Betão, mas não houve acordo. Na sequência telefonamos para o Sérgio, que aceitou e se apresenta amanhã (hoje). Esperamos que ela classifique o América para a próxima fase. Nosso objetivo é subir e o América vai subir”, concluiu o presidente.

RENATO FERREIRA

A frente do Rubro na caminhada da Segunda Divisão, Renato Ferreira fez 10 jogos, com duas vitórias, quatro empates e duas derrotas, tendo um aproveitamento de 33,3%%. Com ele no comando, o time marcou nove gols e sofreu sete no estadual.

Cotado no início do campeonato para ser auxiliar de Sérgio Caetano, Renato foi alçado ao cargo de técnico principal, já que Sérgio treinava o Paulista de Jundiaí.

Segundo o Italiano, não está descartada a hipótese de Sérgio Caetano contar com Renato como seu auxiliar.

Por Marcelo Schaffauser

SEM COMENTÁRIOS