Ambiental doa 13 quilos de peixes para Associação

doação - Capitão Daleck com a diretora da Associação, Luiza Costa

Os peixes foram apreendidos na Operação Semana Santa e, segundo a diretora da Associação Madre Teresa de Calcutá, é de muita ajuda, já que a instituição vive de doações.

Na véspera da Semana Santa, a Polícia Ambiental de Rio Preto doou 13 quilos de peixes para a Associação Madre Teresa de Calcutá, que atende pelo menos 120 dependentes químicos.
De acordo com a Ambiental, a carne doada faz parte a operação Semana Santa, que aconteceu na região do rio Grande, nos municípios de Guaraci, Icém, Orindiúva e Paulo de Faria. No total, foram apreendidos 106 quilos de peixes, que também foram doados para outras instituições da região.

“Nós temos um cadastro com várias associações e sempre que acontece esse tipo de apreensão, doamos essa carne, porque sabemos a dificuldade que essas instituições têm”, afirma o capitão Alessandro Daleck, responsável pelo comando operacional da Ambiental.
Ao menos 13 pescadores foram autuados por infrações. Foram apreendidas 174 redes, (equivalente a 7,4 mil metros), oito barcos e seis motores também foram recolhidos. Além disso, os policiais prenderam uma pessoa que estava furtando suínos em propriedades da região.

Agradecimento
A diretora da Associação, Luiza de Jesus Costa, 72 anos, conhecida como Tia “Lu”, agradeceu toda doação da Ambiental. “O Daleck falou a princípio que era pouco, mas a gente fica com o pouco. É esse pouco que faz a grande diferença no nosso trabalho. Vivemos de doações e de boas vontades. Só temos a agradecer essa ajuda”. Ela diz que o principal alimento que falta neste momento é leite, já que está em praticamente todas as três refeições diárias, que são doadas para 120 pessoas.

 

Por Franklin Catan

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS