Alunos de toda região participam da primeira fase da Unesp em Rio Preto

Para a prova desse ano, foram 107.737 alunos inscritos disputando 7.365 vagas em todo o Estado (Foto: Guilherme Ramos)

As provas da primeira fase foram aplicadas ontem, em 31 cidades de São Paulo e em Brasília (DF), Campo Grande (MS) e Uberlândia (MG). Os resultados dos aprovados para a etapa seguinte serão publicados em 1º de dezembro.

A Unesp é uma universidade pública, gratuita, que está entre as maiores e melhores do País. São 24 cidades do Estado de São Paulo com 34 faculdades e institutos, onde desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão em todas as áreas do conhecimento. A instituição oferece 182 cursos de graduação e 146 programas de pós-graduação. Atual mente tem 51.311 alunos, sendo 37.770 na graduação, 13.541 na pós-graduação, 3.826 professores e 6.782 servidores técnico-administrativos.

Para a prova desse ano, foram 107.737 alunos inscritos disputando 7.365 vagas em todo o Estado. O curso mais concorrido continua sendo medicina, em Botucatu, com 312,7 candidatos por vaga. Já o menos concorrido é o curso de matemática, em Ilha Solteira, com 1,1 candidatos por vaga.

Em Rio Preto, houve grande movimentação de alunos na porta de três faculdades de Rio Preto. Gabriel Domingues de Souza, 16 anos, está no segundo ano do ensino médio, veio da cidade de Jales e está prestando como treineiro. “É a primeira vez que eu presto. Não é para valer, mas é para saber como é. Vou ganhar experiência para quando for de verdade”, explicou Gabriel, que se inscreveu no curso de Ciências Biológicas do campus de Rio Preto.

O pai, José Roberto David, 54 anos, funcionário público, trouxe o filho de carro e apoia a iniciativa. “Esse é meu terceiro filho prestando vestibular. A gente tem que incentivar para ele estar preparado para o futuro. É um dinheiro bem gasto”.

A Gabriela Ramos de Souza, 20 anos, veio de São Paulo e encara a prova pela terceira vez. Ela presta para medicina e, no ano passado, faltou três pontos. “Eu vou continuar prestando até passar. É difícil, mas a gente tem que tentar. Eu já desisti do sistema de cotas por causa da burocracia”.

O único incidente registado foi uma aluna não identificada passou mal depois de descobrir que estava no local errado. Ela precisou passar por atendimento médico no local e foi liberada, mas acabou perdendo a hora de chegar ao local correto.

A segunda fase do vestibular será no dia 17 de dezembro. Os alunos terão que responder questões sobre ciências humanas, ciências da natureza e matemática. A última etapa será no dia 18 de dezembro, quando serão aplicadas provas de linguagens e redação.

Fonte: Redação jornal DHoje Interior 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS