Alunos da Famer embarcam para Projeto Rondon

ALUNOS - Preparam-se para viajar hoje para o Mato Grosso

Com o objetivo de promover o desenvolvimento sustentável nas comunidades carentes, o Projeto Rondon, que é desenvolvido pelo Ministério da Defesa, em parceria com governos estaduais, municipais e Instituições de Ensino Superior (IES) públicas e privadas comemora 50 anos de trabalho e, mais uma vez, a Faculdade de Medicina de Rio Preto (Famerp) participa das ações.

Jaqueline Lopes Gouveia é aluna do quarto ano de enfermagem e faz parte do grupo de dez alunos quem irão hoje para o Mato Grosso. O projeto será desenvolvido por quatro alunos de enfermagem e quatro de medicina e mais dois suplentes, que serão supervisionados por duas docentes.

A estudante relata que para a contemplação, eles passaram por um longo processo de seleção. “Passamos por um processo seletivo bem extenso, onde a fase foi de redação e dinâmica em grupo. Depois disso tivemos as entrevistas e a análise de currículo. Após todo esse processo começamos a preparar as ações dos materiais com encontros semanais para a preparação deste material, sempre supervisionados pelas docentes”, relata.

O projeto já promoveu 151 ações em 844 municípios, envolvendo 291 instituições e mais de 19 mil voluntários, chamados de rondonistas. O ano de maior mobilização foi 2009, que teve 12 ações. Para 2017 estão previstas duas operações, a Rondônia Cinquentenário e a Serra do Cachimbo. A operação Serra do Cachimbo ocorrerá entre 14 e 30 de julho e vai levar 161 rondonistas de 16 universidades a nove municípios, sendo oito no Mato Grosso e um no Pará.

Entre as metas desta operação está capacitar produtores locais nas áreas da agricultura
familiar e do turismo.

 

Por Jaqueline Barros

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS