Alertada pela Saúde, Prefeitura faz contrato emergencial para evitar epidemia de escorpiões e mosquitos

LIMPA TUDO - Prevenção será feita para combater focos de escorpiões

Depois de um mapeamento feito pela Secretária da Saúde, onde vários focos de escorpiões e mosquitos foram identificados pela cidade, a Prefeitura de Rio Preto fez um contrato emergencial, assinado com a empresa Constroeste Construtora e Participações Ltda, para fazer a limpeza dos locais pré-determinados para evitar uma possível epidemia na cidade.

Válido por 180 dias, o contrato foi feito no valor de R$ 6,3 milhões, segundo o secretário de Serviços Gerais, Ulisses Ramalho de Almeida.

“Isso foi um pedido da Secretária de Saúde, que estamos na eminência de ter uma epidemia de escorpião e nós tivemos que abrir essa licitação, porque temos que fazer a prevenção do problema”, afirmou.

Ulisses Ramalho de Almeida também falou sobre os serviços que serão realizados e começam na próxima quarta-feira, dia 3 de janeiro, e vão até julho de 2018.
“Nós vamos fazer uma limpeza na cidade em áreas de descartes regular, aquela questão da população descartar o lixo no lugar errado. E com esse tempo chuvoso mais o calor, somados, é o ambiente propício para o mosquito e também para o escorpião propagar. Então, vamos limpar essas áreas para não haver uma epidemia na cidade”, explicou.

O secretário disse que o contrato foi feito emergencial porque não teria tempo hábil para combater uma possível epidemia. “180 será um período para soltar a licitação, que depois será para 20 meses. Estão calculando dois anos para substituir a faxina urbana”, finalizou.

 

Por Marcelo SCHAFFAUSER

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS