Ajudante de padeiro é preso por sequestrar e estuprar a namorada

Um ajudante de padeiro, de 37 anos, foi preso na madrugada desta quarta-feira (8) acusado de estuprar e sequestrar namorada, de 51 anos. O flagrante foi feito pela Polícia Civil em um cortiço no bairro Boa Vista, em Rio Preto.

De acordo com o boletim de ocorrência, o homem sequestrou a ex-namorada após receber a notificação de que ele não poderia se aproximar dela, já que a mulher havia solicitado uma medida protetiva. À polícia, a vítima contou que solicitou a medida em razão de ter sido agredida por ele.

Dhoje Interior

Os policiais civis chegaram até o cortiço, onde a vítima estava sendo estuprada, após o filho dela, de 33 anos, ser informado por um morador de rua que o ajudante de padeiro havia invadido a residência e levado a mulher, puxando-a pelo pescoço. O filho havia chegado em casa e desconfiou que algo tinha acontecido com a mãe porque o portão e a porta estavam arrombados e a TV do quarto dela estava ligada. Ele, então, ligou para a polícia e foi orientado a ir até a casa do ajudante de padeiro para confirmar se a mãe dele estava lá e, só depois voltar a ligar para a emergência da PM. Inconformado com a orientação, o filho da vítima foi até à Central de Flagrantes.

Ao chegar ao local, um cortiço, os policiais civis flagraram o ajudante de padeiro estuprando a namorada. A vítima contou que ao ser tirada à força de casa, tentou pedir ajuda e, cada vez que gritava por socorro, era agredida com socos e mordidas até ter seus lábios sangrar. Levada ao cortiço, onde o namorado mora, ela foi agredida no quintal e depois estuprada no quarto, sendo ameaçada com um garfo em seu pescoço.

Preso e encaminhado à Central de Flagrantes, o agressor negou, em seu depoimento, que pegou a namora à força e a estuprou. Ele confirmou somente que foi notificado em relação à medida protetiva.

O crime foi registrado como estupro, sequestro e cárcere privado, violência doméstica, descumprimento de medida protetiva e lesão corporal. O ajudante de pedreiro permanece preso à disposição da Justiça.

Por Tatiana PIRES – Redação Jornal DHoje Interior