SAÚDE FISIO: Abdômen definido só depende de exercícios e boa alimentação?

Exercícios e boa alimentação são fatores preponderantes, porém, existem muitos aspectos que precisam ser analisados.

A ciência nos diz que o corpo é formado por fibras musculares variadas e as principais são as brancas e vermelhas.

Fibras Vermelhas: Também conhecidas como tipo I, são mais comumente usadas em atividades que requerem intensidade baixa a moderada, com longa duração, e de forma lenta. Elas necessitam de um maior fornecimento sanguíneo. Seu metabolismo é o aeróbico, o qual permite que o músculo seja utilizado para trabalhos de resistência.

Fibras brancas: De contração rápida, as fibras do tipo II têm maior diâmetro quando comparadas às fibras vermelhas. Possuem um metabolismo anaeróbico, elas são mais usadas quando o indivíduo exerce atividades de curta duração e com alta intensidade como velocidade e força.

– Todas as pessoas, sem exceção, têm os dois tipos de fibras em seu corpo. Porém, a quantidade de fibras são diferentes.

Os exercícios abdominais em geral trabalham apenas os quatro principais músculos do abdômen – transverso abdominal, reto abdominal, oblíquo interno e oblíquo externo.
Cada indivíduo possui características genéticas que influenciam em todo seu metabolismo e formação.

O abdômen é formado por mais fibras vermelhas que brancas, porém varia a quantidade de pessoa para pessoa.

Se o praticante estiver realizando um treino equilibrado, alimentando-se de forma correta e com um ótimo descanso, vai obter um excelente resultado em um curto período de tempo. Uma hipótese para esse equilíbrio no desenvolvimento muscular (hipertrofia muscular) é que esse praticante tenha um maior número (porcentagem) de fibras musculares brancas na constituição do músculos abdominais lembrando que esses tipos de fibras muscular (fibras brancas) responderão melhor ao processo hipertrófico.

Já no músculo tríceps braquial esse praticante poderá ter um maior número (porcentagem) de fibras vermelhas na constituição do músculo tríceps braquial, lembrando que essas fibras musculares (vermelhas) não respondem muito bem ao trabalho de hipertrofia muscular, ou seja, não respondem da mesma forma como as fibras brancas.

Diante disso, podemos notar que para o desenvolvimento, por exemplo, de hipertrofia muscular que é o mais almejado por praticantes de treinamento resistido, dependerá da porcentagem dos tipos de fibra muscular que constituem um músculo.

Dessa forma, se um músculo tem maior porcentagem de fibras musculares brancas em sua constituição maior a tendência de desenvolvimento de ótima hipertrofia muscular Entretanto, caso um determinado músculo tenha maior porcentagem de fibras musculares vermelhas em sua constituição, a resposta hipertrofia será de menor magnitude do que o músculo que apresenta maior concentração de fibras brancas.

Outro fator genético é o biotipo de cada pessoa, ele pode influenciar o ganho de peso, a hipertrofia e até o seu metabolismo.

Existem pessoas que possuem uma dificuldade maior em ganhar massa muscular se comparadas a outras que em poucas semanas já modificam significativamente suas medidas corporais. Este fato está relacionado à genética, sistema muscular, metabolismo energético de cada pessoa e ao biotipo corporal, que pode ser classificado endomorfo, mesomorfo e ectomorfo.

Ectomorfos

As pessoas ectomorfas possuem uma estrutura óssea pequena, peitoral reto, ombros pequenos, metabolismo acelerado e dificuldade para ganhar massa muscular. Os ectomorfos tendem a conseguir mais resultados seguindo treinos com dias de descanso extras durante a semana, com menos volume e foco no uso de exercícios mais intensos para hipertrofiar (ganhar massa muscular).

Mesomorfos

Existem também os mesomorfos, os quais possuem estrutura óssea grande, mais massa muscular e aparência esportiva. Este biotipo corporal tem facilidade tanto para hipertrofia muscular quanto para metabolizar gordura. As características dos mesomorfos são: aspecto esportivo, hipertrofia muscular, pouca gordura corporal, ombros largos e peitoral largo.

Os mesomorfos poderão ingerir mais calorias que o necessário sem se preocupar tanto com ganho indesejado de gordura já que o corpo consegue otimizar o metabolismo dos nutrientes.

Endomorfos

Existem também os endomorfos. São pessoas que possuem facilidade para engordar. As características mais comuns são: dificuldade para conseguir definição muscular, maior acúmulo de gordura corporal, metabolismo lento e dificuldade para controlar a ingestão de calorias. Um endomorfo pode ter facilidade ou dificuldade para ganhar massa muscular e hipertrofiar.

Se fôssemos comparar até aqui só o biotipo, diferenças de fibras musculares já seriam o bastante para entender que não basta só alimentação, só exercício … As diferenças devem ser respeitadas e analisadas. O padrão de beleza estética que nem todos os biotipos teriam condição de alcançar, sendo sempre importante respeitar seus limites e características.

O ‘famoso’ tanquinho muitas vezes serve apenas para frustrar pessoas que treinam, treinam e não alcançam seus objetivos por existir algo muito maior por trás de uma preparação física. A genética e formação de cada um deve ser respeitada, se existir algum padrão de beleza deve ser um para cada biotipo, pois um endomorfo pode fazer treinos exorbitantes que nunca vai acompanhar a desenvoltura de um mesomorfo para plástica implantado pelos padrões de beleza.

A consciência do que realmente somos, praticar movimentos inteligentes, exigir que os profissionais se atualizem e respeitem a individualidade genética de cada indivíduo moverá um novo conceito.

O padrão perfeito está na saúde, no equilíbrio, no prazer da atividade.

Quando ter um abdômen definido for o objetivo de alguém com uma genética desfavorecida o sacrifício que fará ele alcançar o objetivo se tornará muitas vezes maléfico à sua própria saúde.

A consciência do biotipo, das características particulares deve ser discutida antes de realizar qualquer atividade.

Seja sábio e inteligente. Não busque o padrão perfeito do que vê no outro e sim procure o melhor que pode ser dentro de suas condições naturais e reais. Não ultrapasse limites que devem ser respeitados.

Continuaremos com tudo que deve ser levado em conta na construção abdominal:

1- Fator Gordura Corporal

Próximo à genética, este é o fator mais importante de todos. Para que seus músculos sejam mais aparentes você deve, necessariamente, baixar o seu percentual de gordura corporal. Você pode fazer todo o trabalho abdominal no mundo, e até mesmo o tipo e a quantidade certa, mas se você não reduzir a gordura corporal, você nunca terá um abdômen definido.

3. O Fator Nutrição

Tenha em mente que você não pode superar a má nutrição com o treinamento. É evidente que para fazer exercícios físicos seu corpo necessita de energia, mas toda energia extra é, em condições normais, convertida em gordura, o que pode comprometer seus planos em ter um abdômen com uma melhor aparência.

4- O Fator Exercício

Iniciar um trabalho com alinhamento corporal em excelência. Não esquecer que o músculo reto abdominal sempre dá suporte para os outros, logo deve ser o primeiro a ser fortalecido. Realizar exercícios conscientes e na medida exata para cada indivíduo.

5- O Fator Cardiorrespiratório

Os exercícios aeróbios podem contribuir com seu objetivo de perder gordura, para uma maior definição muscular. A fim de acelerar a perda de gordura, você precisa pensar em priorizar a intensidade, quando se trata de sua rotina de treino aeróbio, não a duração.
Para confirmar a tese de tudo que falei nesta resportagem, segue depoimento da Amanda Vieira, jornalista, assistente coreógrafica e bailarina do programa do Ratinho (SBT), integrou corpo de baile de vários artistas como Leonardo, Zezé di Camargo e Luciano, Chitãozinho e Xororó.

1- Quando começou aparecer seu abdômen definido ?

Amanda Vieira: Sempre tive abdômen desse jeito definido, desde criancinha. Aliás eu tinha até complexo quando era adolescente. Não colocava nem mini blusa porque meu abdômen sempre foi muito marcado por conta da minha genética.

2- Amanda, você acredita que sua genética bastaria para ter um físico definido? Por que?

Amanda responde: Sim, por ser fácil ganhar definição, facilita muito. Mas, se não cuidar da alimentação, da atividade, até a genética vai para o espaço.

3. Além da dança quais outros esportes você praticou?

Amanda Vieira: Sempre fui bailarina da escola municipal de bailados, fazia ginástica olímpica, fui ginasta de competição até os 17 anos. Continuei fazendo, mas não competia mais. Hoje sou bailarina.

4. Me fale o que é mais importante para manter o abdômen definido sempre? Quando ele fica mais definido?

Amanda Vieira: Meu físico quando eu era criança sempre foi definido sem esforço nenhum. Hoje se eu quiser ele fica super definido, mas, preciso de treinos e alimentação tirar doces massas. Mas é incrível. Férias que como um pouco mais, não faço exercícios, como mais que devo os gominhos somem. Mas, só voltar que ganho rapidinho.

Não é segredo para ninguém, realizar exercícios, uma boa alimentação, tratamentos estéticos e o mais importante para mim é ter uma ótima noite de sono. Dormir bem é meu maior segredo.

Este próximo depoimento é o oposto do primeiro, uma pessoa que treinou a vida inteira, realiza atividades diárias, foi militar, treinava duas vezes por semana. Sempre teve musculatura fortalecida, porém não definia.

Corria 18km duas vezes por semana, perfazendo um total de quatro treinos semanais.
Fez um curso de controle de distúrbios civis em 2006, treinava pesado, porém carregava material que pesava 15 km só no braço direito de defesa no braço esquerdo. E corria em geral 12 km diários em marcha cadenciada.

Foram 31 anos na Polícia Militar. Nunca gostou de academia, sempre foi magro e sempre realizou muitas atividades física ao longo da vida.
Chegou em meu espaço no mês de junho de 2019 relatando dor na coluna em região toraco-cervical.

A avaliação constatou postura incorreta e força em desequilíbrio (mais em alguns músculos e menos em outros).

Após alinhamento e consciência corporal veja entrevista de uma pessoa que nunca havia tido músculos aparecendo em seu abdominal e hoje ele tem:

1- Você sempre teve dificuldade para ter definição muscular? Na verdade eu nunca tive.

2- O que vc acha que mudou para você começar desenvolver a musculatura abdominal? Postura correta, exercícios direcionados, consciência corporal, determinação que aprendi a ter e foco.

3- Qual atividade você faz hoje? Sou pilateiro, não tem impactos nas articulações, exercícios complexos e inteligentes que me fazem raciocinar e me deixam mais concentrado e interessado mesclado com alguns exercícios funcionais específicos para minha musculatura.

4- Como você pode avaliar seu desempenho hoje e no dia a dia longe das aulas?

Após absorver a consciência corporal e aprender a diferença é importância da biomecânica correto. Até para comer você muda. Existe uma mudança de dentro para fora em todas as áreas: correr, sentar, andar se posicionar em geral. Você se conscientiza do seu corpo no espaço.

Não perdi minha vida social, como, bebo, consciente descobri que o equilíbrio vai fazer diferença no meu dia a dia. Eu realmente consegui através do trabalho com a Dra Silvia uma mudança de paradigmas que vai fazer diferença por toda minha vida .Entendi meu corpo e hoje estou tendo o melhor de meu físico.

5- Você tinha dores até para dormir e hoje?

Esse foi minha primeira vitória, convivi uns dois anos com dor no ombro e na coluna torácica que subia para a coluna até a cabeça. Após dois meses de treinamento não sentia dor nenhuma e melhorei consideravelmente minha mobilidade e então comecei acreditar que seria possível alcançar meus objetivos.

Hoje eu, minha esposa e tantas pessoas que encontro aqui acreditamos que a fisioterapia realmente pode mudar a vida das pessoas de uma maneira geral.

Toda minha gratidão a você Amanda Vieira por ser essa pessoa incrível, linda e muito competente. Agradeço dispensar seu tempo para nossa coluna ! Deixo seu Instagram para quem quiser visitar sua página @Amanda vieira

Agradeço também ao Sr. Souza meu paciente querido, disciplinado e participativo pela entrevista concedida a esta coluna .

Gratidão a você, leitor, que está com nossa coluna todos os sábados!

Dra Silvia Batista  – Fisioterapeuta e educadora física
@silviabatistafisiodancer- Email: [email protected]

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS