À espera de um milagre: perto da queda, Jacaré enfrenta o Água Santa

Missão impossível, À espera de um milagre, Sete vidas, Sempre ao seu lado, o Rio Preto pode escolher o título de filme que quiser para representar sua situação delicada na Série A-2 do Campeonato Paulista. Com 13 pontos e na 18ª posição, a equipe precisa tirar uma diferença de quatro pontos para o Velo Clube, primeiro time fora da zona de rebaixamento.

O primeiro desafio do Jacaré, para escapar da queda para a Série A-3, será o vice-líder Água Santa, neste sábado (8), a partir das 15h, em Diadema, no estádio Distrital do Inamar, pela 16ª rodada da Série A-2.

Acreditado na salvação, o centroavante Obina crê que o time está pronto para buscar esse verdadeiro milagre. “Dá minha parte tenho certeza que sim e acho que do grupo também. Sabemos que vai ser uma batalha grande, vamos ter que pensar jogo a jogo. Temos o Água Santa agora e temos que fazer melhor do que fizemos nos outros jogos para que possamos sair vitoriosos”, disse Obina, que pediu tranquilidade para o Verdão jogar.

“Tenho certeza que independente de quem for jogar vai dar o melhor, porque sabemos que se fizermos o gol, a gente conseguirá sair com a vitória e isso é o mais importante e estamos em busca disso. De jogar bem, jogar melhor, marcar bem, pra que consigamos marcar o gol e sair dessa situação”, afirmou o centroavante, que ainda lembrou-se da situação difícil vivida no ano passado quando time precisava vencer as quatro últimas partidas para conquistar o acesso.

“No ano passado, no nosso acesso, ninguém acreditava. Em dois jogos tínhamos apenas um ponto e São Carlos tinha seis. Precisávamos vencer as quatros últimas. Conseguimos os resultados e um que ninguém esperava que era vencer o Atibaia lá. Então, a gente sabe que a batalha é difícil, mas não impossível”, finalizou.

Por Marcelo Schaffauser

SEM COMENTÁRIOS