57ª EXPO Rio Preto terá 2 mil animais e espera público de 60 mil

O prefeito Edinho ressaltou que a exposição se consolida como uma das maiores do país em número de animais expostos e soma forças para atrair ainda mais expositores, tecnologia e negócios

A organização da 57ª EXPO de Rio Preto espera receber mais de 60 mil visitantes durante os cinco dias de evento, de 2 a 6 de outubro.

“A expectativa é enorme entre criadores e expositores, já que este ano vamos dobrar o número de animais no Recinto, sendo 2 mil entre julgamentos em pista e leilões. Também teremos na área de transferência de tecnologia uma diversificada e importante grade de palestras, tratando de interesses específicos do agronegócio”, destacou o coordenador geral e secretário de Agricultura e Abastecimento, Antonio Pedro Pezzuto Júnior.

Dhoje Interior

Voltado a mercado, conhecimento, interação tecnológica e diversão, o evento movimentou cerca de R$ 5 milhões em 2018.

“Com sua economia plural e integrada, São José Rio Preto abre espaço agora em outubro para o agro, mantendo a tradição e focando, mais do que nunca, no que há de mais novo e importante no setor. A EXPO retomou sua credibilidade e nosso objetivo é que permaneça numa crescente como vitrine para os produtores e, consequentemente, para efetivação de negócios”, disse o prefeito Edinho Araújo, ontem, durante lançamento da 57ª Expo.

A rede de comércio e serviços será afetada positivamente do pré ao pós-evento, envolvendo hotéis, restaurantes, bares, casas de shows, lojas, transportes, entre outros.

“O trabalho de reposicionamento da exposição de 2017 até aqui visa garantir um ambiente leal, transparente, com estruturas e regras para que os agroempresários tenham confiança para investir, gerem renda e, consequentemente, empregos para nossa cidade e região”, pontuou o presidente da comissão organizadora e presidente da Acirp, Paulo Sader.

Estrutura

A feira atrai criadores de todo o Brasil. Este ano, a Expo Rio Preto receberá 14 raças entre bovinos, equinos e ovinos, somando mais de 2 mil animais para exposição, julgamento e leilões. O evento contará com pecuaristas de estados como Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná e Goiás. Por isso, a organização fez ajustes no layout do Recinto de Exposições Alberto Bertelli Lucatto, abrindo mais espaço para os leilões e potencializando a participação dos expositores durante a feira.

Outra mudança foi o aumento dos pavilhões para receber os animais. Além dos fixos, foram construídos mais cinco pavilhões móveis para comportar o gado. Outra novidade, uma pista vip dentro da área de julgamento também deverá impulsionar as negociações diretas entre os criadores.

A entrada do evento, o acesso aos shows e a programação de entretenimento, assim como o estacionamento, que tem capacidade para 1,2 mil carros, são gratuitos. Além disso, o recinto contará com seguranças, bombeiros civis, ambulatório médico, banheiros químicos e entrada com catracas, para garantir a segurança dos visitantes.

Entretenimento

Com foco no agronegócio, na difusão tecnológica e no fomento ao setor, a Expo tem ainda uma preocupação especial com o entretenimento para toda a família. Durante os cinco dias do evento, uma programação intensa garantirá a diversão do público de todas as idades.

Para as crianças haverá atividades diárias, como o Espaço do Escoteiro, touro mecânico, piscina de bolinhas, cama elástica e oficina de pipas, entre outros. Também será aberto espaço para os artistas locais com o Espaço Artesãos, uma área dedicada ao artesanato local onde serão comercializadas peças e realizadas oficinas.

Dezenas de apresentações estão programadas, entre shows e atividades culturais. A animação musical ficará por conta de artistas locais e da realização do 1º Festival Nacional de Moda de Viola, que homenageará o compositor rio-pretense Valdemar Reis e distribuirá R$ 22 mil em prêmios, além de troféus. O festival terá, todas as noites, apresentação de artistas consagrados da música sertaneja, como Sérgio Reis, As Galvão, Divino e Donizete e Almir Sater.

Programação

Uma das novidades da programação é a volta da presença dos equinos. O recém-criado Núcleo do Mangalarga de São José do Rio Preto será responsável pela exposição dos equinos no evento e pela realização do Shopping do Mangalarga.

Ao todo, serão três leilões, dois já são bem consolidados na programação da Expo: o leilão de quarto de milha e o de gado de corte. A organização espera receber entre 500 a 600 pecuaristas em cada leilão.

Além do julgamento de raças e exposição de bovinos, equinos e ovinos, o calendário técnico conta com atividades voltadas para o agronegócio regional, com palestras e workshops de áreas temáticas como avicultura, heveicultura, pecuária de corte e leite, tecnologia e turismo rural.

Da REDAÇÃO