57ª Expo quer superar R$ 4 milhões de 2018

Os preparativos para a 57ª edição da Expo Rio Preto seguem a todo o vapor. Com readequação do foco em negócios e empreendedorismo rural em 2017, neste ano o evento foi adiantado para o início de outubro, entre os dias 2 e 6, para ser potencializado frente à agenda do agronegócio, de acordo com Antônio Pedro Pezzuto, secretário de Agricultura e Abastecimento e coordenador do evento.

“A Expo Rio Preto se realocou como uma das maiores feiras agro do país, isto é, em relação à pecuária e ao número de gado em pista. Hoje perdemos neste quesito apenas para Uberaba, em Minas, que é berço da raça bovina Zebu”, adianta.

Mais de 100 criadores participarão das exposições e leilões, trazendo 2.000 animais, entre bovinos e equinos. Com a previsão de 50 mil pessoas participando das atividades como palestras técnicas, leilões e apresentações culturais, o objetivo deste ano é bater os recordes dos anos anteriores.

“Nossa meta é ultrapassar os R$ 4 milhões arrecadados em 2018”, diz Pezzuto.
As novidades desta edição são a retomada da exposição de 50 cavalos da raça Mangalarga, em parceria com a Associação Brasileira de Mangalarga, e o 1° Festival Nacional de Moda Viola, com concurso de violeiros e R$ 22 mil em prêmios.

A cada dia do festival de viola haverá atrações da música sertaneja, como Almir Sater, Divino e Donizete e Sérgio Reis.

Por Ana Eliza BARREIRO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS