5,4 mil podem ter desconto na conta de luz mas não procuraram benefício

Segundo CPFL, 5,4 mil famílias de baixa renda ainda não procuraram o benefício

A CPFL Paulista divulgou ontem que apenas em Rio Preto existem mais de 5,4 mil pessoas de baixa renda com direito a descontos na conta de energia que ainda não se cadastraram na distribuidora para ter o benefício social. O relatório traz ainda dados de mais nove cidades da região, num total de mais de 12 mil clientes que podem requerer o acesso a uma conta de luz mais barata.

Além disso, segundo a companhia, na região de Rio Preto, durante a pandemia, já foram 3.758 novos clientes incluídos no benefício, que oferece descontos na conta de energia de forma progressiva, de acordo com o consumo. A CPFL destaca ainda que além de ter descontos na conta, clientes baixa renda estão com os cortes por inadimplência suspensos até 31 de dezembro de 2020.

Dhoje Interior

Em um levantamento junto aos municípios da região, a companhia mapeou novamente os possíveis consumidores que teriam direito ao benefício e ainda não são cadastrados na modalidade da Tarifa Social. Só na região Rio Preto, o número com potencial acesso ao benefício é de mais de 12 mil imóveis.

“Esses dados nos mostraram que a medida pode contribuir para amenizar os impactos da pandemia para um número muito além das atuais 507,5 mil pessoas inscritas na tarifa social na área de concessão das distribuidoras do grupo CPFL Energia”, fala Rafael Lazzaretti, diretor comercial.

Segundo ele, por meio de cruzamento de dados internos com o Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), do Governo Federal, a CPFL Paulista observou que o número de beneficiados pode aumentar em 58% se todos os que se enquadram nos requisitos se inscreverem e forem aprovados na categoria Tarifa Social. Atualmente, na região Rio Preto, a distribuidora tem 21.244 clientes já aptos aos descontos. O levantamento revelou que outros 12.354 clientes poderiam se encaixar na mesma categoria.

Entre as dez cidades da região com maior potencial de cadastros para baixa renda, o município de Rio Preto lidera o ranking com 5.466 clientes. Na segunda posição, Tanabi tem 1.092 consumidores nessas condições, enquanto Mirassol fica no terceiro lugar com 677 unidades consumidoras elencadas.

Tarifa social – Os descontos na conta de luz para os beneficiados pela Tarifa Social são aplicados de forma cumulativa para faixas de consumo que vão de 0 kWh a 220 kWh. A tarifa terá um desconto de 65% para os primeiros 30 kWh consumidos no mês. Para o consumo de 31 a 100 kWh/mês, o desconto será de 40%. Finalmente, a parcela de consumo entre 101 e 220 kWh no mês terá 10% de desconto. Isso significa que, se o beneficiário da Tarifa Social tem um consumo mensal de 50 kWh, ele receberá um desconto de 65% sobre os primeiros 30 kWh e de 40% sobre os outros 20 kWh.

Da REDAÇÃO