3º DP investiga caso da fábrica clandestina de produtos veterinários

O setor de investigação do 3º DP de Rio Preto está encarregado das diligências sobre a fábrica clandestina de produtos veterinários que foi descoberta pela PM, por volta das 11h30 desta segunda-feira, no bairro João Paulo II, na Região Norte da cidade.

A Polícia Civil tenta identificar quem comprava e para onde eram enviados os produtos falsificados. A suspeita é que vários Estados do país tenham recebido as mercadorias como se fossem produtos originais de marcas conhecidas.

Dhoje Interior

Durante patrulhamento de rotina a guarnição da Polícia Militar viu uma moto vermelha, com chave no contato, capacete no guidão e sem condutor parada na frente da residência do comerciante L.A.A., 57.

Como acharam o fato estranho e o portão estava aberto, os pms entraram em um corredor e localizaram o investigado, que demonstrou nervosismo. No imóvel, foram apreendidas diversas folhas de cheques preenchidas e em nomes de terceiros, embalagens de plástico vazias, caixas de papelão, produtos veterinários, rótulos, nota fiscal de compra de produtos químicos, folhas com anotações de contabilidade de mercadorias vendidas e um celular.

Ao ser questionando pelos policiais, A. inicialmente alegou que apenas guardava o material para um amigo que havia falecido há seis meses. Depois, acabou confessando que comprava a matéria-prima, produzia os medicamentos e imprimia os rótulos, embalando os produtos que eram comercializados.

Por Daniele JAMMAL